Intérprete de Supergirl faz revelação chocante: “Sou uma sobrevivente de violência doméstica”


A atriz Melissa Benoist, que estrela a série da super-heroína “Supergirl”, publicou nesta quarta-feira (27/11) em seu Instagram um vídeo em que revela: “Sou uma sobrevivente de violência doméstica”.

No vídeo de 14 minutos, a atriz diz que conheceu o abusador logo depois de terminar um relacionamento, quando não planejava entrar em outro.

Ela conta que o abuso começou como manipulação emocional, e que seu parceiro estava sempre com ciúme, olhava seus aparelhos, ficava bravo quando ela falava com outros homens, pedia para que ela trocasse de roupa para não chamar atenção e ficava com raiva quando ela precisava gravar cenas românticas.

“Ele não queria que eu beijasse ou gravasse cenas flertando com homens, o que era algo muito difícil para eu evitar. Então comecei a recusar testes, ofertas de trabalhos, acordos e amizades, porque não queria machucá-lo.”

Benoist conta que a violência física começou depois de cinco meses, quando o parceiro atirou um copo de bebida gelada nela. Logo isso evoluiu. E quando ela se trancava no quarto para escapar, ele arrombava a porta.

“Eu aprendi o que é ser segurada e estapeada repetidamente, socada tão forte que eu perdia o fôlego, arrastada pelo cabelo no concreto, tomar cabeçadas, ser beliscada até sangrar, jogada na parede tão forte que o gesso quebrava, ser enforcada.”

Apesar disso, ela não nomeou o agressor, dizendo apenas que ele era mais novo que ela. A atriz de 31 anos já namorou o fotógrafo Nick Vorderman, de 37, foi casada por apenas um ano com o ator (mais novo) Blake Jenner (seu par romântico em “Glee”), de 27, e está atualmente casada e feliz com o também ator Chris Wood (seu par romântico em “Supergirl”), de 31.

A agressão começou após cinco meses de relacionamento

“No fundo, eu nunca acreditei que ele fosse mudar. Apenas me enganava para acreditar que poderia ajudá-lo. Alguém tinha de ensinar a ele que esse comportamento não era correto, e quem melhor do que aquela que era o alvo?”

O ponto de virada ocorreu quando um iPhone atingiu seu rosto, quebrou seu nariz e quase rompeu seu globo ocular. Por causa disso, uma de suas pupilas ficou paralisada. Ela mentiu para os médicos, a polícia, os produtores e para a imprensa, inclusive em aparições em talk shows. Em uma aparição de 2016 no “The Tonight Show”, pouco antes de se separar de Jenner, descreveu-se como estabanada e explicou sua lesão ocular como uma queda de um lance de escada, que terminou com ela batendo a cabeça num vaso de plantas.



Mas aos poucos conseguiu reunir coragem para confiar em um amigo que perguntou sobre o comportamento controlador de seu parceiro. “Quanto mais pessoas descobriam, mais eu se sentia reforçada”, disse ela. Até que encontrou apoio suficiente para encerrar o relacionamento.

“Nada disso é sensacionalista, foi a minha realidade. O que eu passei causou uma mudança tectônica na minha visão da vida”.

Ao concluir, a atriz disse que decidiu contar sua história porque a violência doméstica é um crime que as vítimas relutam em denunciar. De acordo com a Coalizão Nacional Contra Violência Doméstica, uma em cada quatro mulheres e um em cada quatro homens sofreram algum tipo de violência de seus parceiros; uma em cada sete mulheres e um em cada 25 homens foram feridos por seus parceiros.

“Quero que essas estatísticas mudem e espero que contar minha história impeça que mais histórias como essa aconteçam”, disse ela. “Se você está enfrentando o que passei e vir isso, pode encontrar a motivação para decidir fazer algo.”

Veja a íntegra do vídeo abaixo.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings