Stephen King decide transformar sua casa em retiro para escritores

O escritor Stephen King decidiu transformar sua casa em Bangor, no Maine (EUA), em um retiro para escritores e pesquisadores.

King e sua mulher, Tabitha, receberam a aprovação do município para transformar sua área residencial em uma organização sem fins lucrativos, permitindo visitas a arquivos sobre seu trabalho enquanto a casa ao lado será convertida em uma “pensão”.

“Estamos no começo do planejamento do retiro dos escritores, fornecendo moradia para até cinco escritores na residência por vez. A mudança de zoneamento foi o primeiro passo. Mas ainda estamos a um ou dois anos de distância de um retiro operacional”, contou King em sua página no Facebook.

“Os arquivos anteriormente mantidos na Universidade do Maine estarão acessíveis apenas a visitas restritas mediante agendamento. Não haverá museu e nada será aberto ao público, mas os arquivos estarão disponíveis para professores e pesquisadores”.

A localização da residência de King não é segredo, com fãs sempre tirando fotos em frente aos portões de casa. Agora, ele quer que os fãs mais sérios, que também aspiram virar escritores ou estudar sua obra mais a fundo, sejam bem-vindos para fazer isso a seu lado. Desde que, claro, não se revelem Annie Wilkes enrustidas – a personagem obcecada pelo escritor de “Louca Obsessão”, que atualmente está sendo vivida por Lizzy Caplan na 2ª temporada de “Castle Rock”.

Além de morar na cidade há várias décadas, King baseou seus livros na região, criando cidades fictícias do Maine para contar histórias que poderiam ter acontecido no seu vizinho ou no seu próprio porão.

“A família King foi maravilhosa para a cidade de Bangor ao longo do tempo e doou literalmente milhões de dólares para várias causas na comunidade”, compartilhou o vereador Ben Sprague em comunicado. “Preservar seu legado aqui em Bangor é importante para esta comunidade.”