Sergio Moro abre inquérito contra vídeo que encena rapto de sua filha para soltar Lula



O ministro da Justiça Sergio Moro pediu nesta quarta (4/9) a abertura de um inquérito na Polícia Federal sobre os responsáveis por um curta-metragem de ficção, exibido no YouTube, no qual sequestradores raptam sua filha e exigem a libertação de Lula para soltá-la.

Intitulado “Operação Lula Livre”, o vídeo de 15 minutos foi postado em 20 de agosto no canal Cactus Intactus, no YouTube.

Após a repercussão, o canal tirou o conteúdo do ar. Mas a descrição dizia o seguinte: “Troca de reféns era artifício empregado pelos heróis da resistência à ditadura, com o propósito de resgatar combatentes da democracia dos porões da repressão nos anos 1970″.


Os autores poderão ser processados por ameaça e apologia ao crime.

Além disso, o vídeo se enquadra na temática de “discurso de ódio” que levou o YouTube a banir milhares de canais de seu portal.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings