Filmes brasileiros lideram a ocupação de cinemas nesta semana



A semana tem 12 estreias. E metade são filmes brasileiros: uma comédia, três dramas e dois documentários. Outro detalhe inesperado: dois deles respondem pela maior ocupação de telas desta quinta (12/9). Produção baseada em série, “Vai que Cola 2 – O Começo” chega em 750 salas, seguido pela cinebiografia religiosa “Divaldo – O Mensageiro da Paz”, em 200.

Os demais lançamentos nacionais de ficção são “Legalidade”, sobre a resistência gaúcha à tentativa de golpe militar em 1962, e “Marés”, drama indie que aborda o alcoolismo de forma sensível. O longa gaúcho merece um registro especial por trazer o último trabalho do ator Leonardo Machado, falecido há um ano. Ele interpreta Leonel Brizola, governador do Rio Grande do Sul e líder da resistência.

Pela primeira vez no ano, não há títulos novos americanos. Por isso, à exceção da produção infantil russa “Abigail e a Cidade Proibida”, as estreias internacionais miram o circuito de filmes de arte. Chega a formar uma programação de festival, com títulos de cineastas veteranos e premiados, como o inglês Mike Leigh (“Peterloo”, exibido no Festival de Veneza), o francês André Téchiné (“Adeus à Noite”, que passou no Festival de Berlim) e o japonês Kiyoshi Kurosawa (“O Fim da Viagem, o Começo de Tudo”, lançado há dois dias no Festival de Toronto!). Destes, prefira o japonês.

O melhor filme da semana, no entanto, é de uma cineasta (ainda) jovem, a dinamarquesa May el-Toukhy. “Rainha de Copas” registra um relacionamento tabu entre uma mulher mais velha e seu enteado adolescente. O drama acaba pendendo para o suspense, ao retratar a protagonista como uma narcisista capaz de tudo para conseguir o que quer, sem pretender abrir mão de nada por isso. Tem 100% de aprovação no Rotten Tomatoes e venceu o prêmio do público no Festival de Sundance deste ano.

Ver Juliette Binoche é outra opção sempre bem-recomendada, e ela também está às voltas com um rapaz bem mais jovem em “Quem Você Pensa que Sou”, drama do francês Safy Nebbou, que trata de identidade e romance na era dos aplicativos de namoro. Exibido no Festival de Berlim, tem 75% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Confira abaixo a lista completa das estreias da semana com suas sinopses e trailers.

Vai que Cola 2 – O Começo | Brasil | Comédia

Muito antes de socializarem quase todos os dias na pensão da Dona Jô (Catarina Abdala), Jéssica (Samantha Schmütz), Ferdinando (Marcus Majella), Máicol (Emiliano D’Ávila) sequer se conheciam. Mas quando Terezinha (Cacau Protásio) decide organizar uma grande feijoada no Morro do Cerol, todos eles se encontram pela primeira vez, da maneira mais inusitada possível.

Divaldo – O Mensageiro da Paz | Brasil | Religião

Convivendo com a mediunidade desde os quatro anos, Divaldo (Bruno Garcia) era rejeitado pelas outras crianças e reprimido pelo pai (Caco Monteiro). Ao completar 17 anos, o jovem decide usar seu dom para ajudar as pessoas e se muda para Salvador, com o apoio da mãe (Laila Garin). Sob a orientação de sua guia espiritual, Joanna de Ângelis (Regiane Alves), ele se torna um dos médiuns mais importantes de todos os tempos.

Legalidade | Brasil | Drama

Brasil, 1961. Quando Jânio Quadros renuncia à presidência do Brasil, o vice-presidente João Goulart torna-se o sucessor natural ao cargo. No entanto, setores da sociedade, liderados pelos militares, clamavam pelo impedimento da posse de Jango, temerosos de suas posições de esquerda. Liderado por Leonel Brizola (Leonardo Machado), o movimento Legalidade é criado para garantir a posse do vice-presidente, colocando grande parte do Rio Grande do Sul contra o núcleo do exército. Em meio à turbulência política e social, um triângulo amoroso é formado entre Cecília (Cleo Pires), Luis Carlos (Fernando Alves Pinto) e Tonho (José Henrique Ligabue).

Marés | Brasil | Drama

Valdo (Lourinelson Vladmir) é um fotógrafo muito talentoso que está se separando de esposa, Clara (Julieta Zarza), com quem tem uma filha de três anos. Depois de anos negligenciando o alcoolismo em sua vida, ele se vê em uma situação muito arriscada e percebe que dar continuidade a essa condição significa perder a guarda da filha que tanto ama.

Rainha de Copas | Dinamarca | Drama



Anne é uma advogada do direito das crianças e dos adolescentes. Acostumada com lidar com jovens complicados, ela não tem muitas dificuldades para estreitar laços com seu enteado Gustav, filho do primeiro casamento de seu marido Peter que acaba de se mudar para sua casa. No entanto, a relação que deveria ser paternal se torna uma relação romântica, envolvendo Anna em uma situação complexa, arriscando a estabilidade tanto de sua vida pessoal quanto profissional.

Quem Você Pensa que Sou | França | Drama

Desconfiada de seu marido Ludo (Guillaume Gouix), Claire Millaud (Juliette Binoche), de 50 anos, decide criar um perfil falso em uma rede social. Lá, ela atende por Clara, uma bela jovem de 24 anos. Alex (François Civil), amigo do seu marido, é uma das pessoas com a qual o avatar interage. O homem acaba se apaixonando por Clara, enquanto Claire, por trás das telas, também nutre um sentimento de amor por Alex. Apesar de tudo se desenrolar no mundo virtual, as emoções evocadas são bastante reais e podem trazer complicações para ambos.

O Fim da Viagem, o Começo de Tudo | Japão | Drama

Yoko (Atsuko Maeda), uma repórter itinerante de um programa de variedades da TV japonesa, visita o país do Uzbequistão, na região central da Ásia. Ela se torna autoconsciente através de sua jornada repleta de desafios e interações com uma cultura na qual não está habituada. Yoko registra todas as experiências que mudaram sua percepção sobre o mundo.

Peterloo | Reino Unido | Drama

O Massacre de Peterloo, também conhecido mundialmente como Massacre de Manchester, foi um dos acontecimentos mais abomináveis da história da Inglaterra. Manifestantes foram às ruas protestar por uma reforma e foram cruelmente atacados pelas forças britânicas, por ordens do próprio governo. A sede quase visceral de alcançar justiça e a inconformidade com o governo do Reino Unido tomaram conta de grande parte da população inglesa.

Adeus à Noite | França | Drama

Muriel (Catherine Deneuve) é uma mulher idosa que viveu na Argélia durante muitos anos e hoje comanda uma fazenda na França, onde diversos jovens de talento são treinados para a equitação. Ela possui um carinho especial pelo neto Alex (Kacey Mottet Klein), com quem não se encontra há anos. Quando o neto enfim decide visitá-la, Muriel se surpreende ao descobrir que ele se converteu ao islamismo e possui ideias bastante radicais. Suspeitando que Alex esteja por trás de algum plano criminoso, ela precisa decidir entre proteger o neto da perseguição da polícia ou proteger o resto da sociedade das possíveis ações do jovem.

Abigail e a Cidade Proibida | Rússia | Infantil

Uma cidade teve suas fronteiras fechadas após uma epidemia tomar conta de grande parte do local. Lá, vive uma jovem chamada Abigail (Tinatin Dalakishvili), que, ainda criança, teve seu pai levado da cidade onde moravam por ter sido afetado por essa doença misteriosa. Mais velha, Abigail decide quebrar as regras e passar por cima das autoridades da região para ir à procura de seu pai. Nessa jornada, ela descobre que ela e a cidade têm poderes mágicos.

Tsé | Brasil | Documentário

Tsecha Szpigel foi uma judia polonesa que migrou para o Brasil em 1949, onde morreu mais de 50 anos mais tarde. Contada pela própria Tsé, por seus netos e bisnetos, a sua jornada começa no ponto em que sua mãe a atira, ainda criança, de um trem que as leva para um campo de concentração durante o regime nazista. Sozinha, perdida e machucada, Tsé aprende que logo cedo já deve fazer grandes sacrifícios para sobreviver.

A Música do Tempo – Do Sonho do Império ao Império do Sonho | Brasil | Documentário

Neste documentário, a emoção, memórias e as novas perspectivas de futuro se conectam com as músicas do concerto “Do Sonho do Império ao Império do Sonho”, inspirado no mito do quinto império português. A trilha sonora vai da corte de D. Manuel à religião do Tambor de Mina do Maranhão. A obra inclui depoimentos e imagens da visita do grupo a Roberto de Regina, criador do museu dedicado a arte barroca e renascentista.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings