O Rei Leão vira quarto filme da Disney a faturar mais de US$ 1 bilhão em 2019


“O Rei Leão” atingiu a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria mundial nesta terça-feira (30/7).

O fato a se comemorar já virou rotina para Disney.

O remake lançado há 19 dias é o quarto filme do estúdio a atingir esse valor em 2019, depois de “Capitã Marvel”, com US$ 1,2 bilhões, “Vingadores: Ultimato”, que virou a maior bilheteria mundial de todos os tempos com US$ 2,79 bilhões, e “Alladin”, que chegou lá no domingo (28/7).

Não por acaso, a Disney quebrou seu recorde de faturamento histórico no último fim de semana, com US$ 7,67 bilhões de bilheteria mundial. E o ano ainda está praticamente na metade.



Para dar ideia de comparação, o segundo estúdio com maior arrecadação em 2019 é a Warner, que soma cerca de US$ 2 bilhões.

Os números da versão computadorizada da animação dos anos 1990 são divididos entre US$ 362 milhões acumulados nos EUA e Canadá e US$ 638 milhões no mercado internacional. Fora da América do Norte, a China se destaca com US$ 115 milhões nessa soma.

Como o lançamento é recente, “O Rei Leão” ainda pode se tornar o remake da Disney com maior bilheteria. O recorde é de A Bela e a Fera, com US$ 1,2 bilhão.

“O Rei Leão” segue em cartaz nos cinemas.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings