Aladdin ultrapassa US$ 1 bilhão e Disney bate recorde histórico de faturamento mundial



A Disney bateu seu próprio recorde anual de bilheteria neste fim de semana, ao atingir US$ 7,67 bilhões de arrecadação mundial. O valor deixou para trás o antigo recorde do estúdio, que foi de US$ 7,61 bilhões em 2016. O detalhe é que o ano de 2019 está apenas na metade.

O valor foi comemorado junto da festa de ingresso de “Aladdin” no seleto clube do Mickey para bilionários. A fábula encantada atingiu o número mágico de US$ 1 bilhão mundial no domingo (28/7) e virou o terceiro lançamento do estúdio a ultrapassar a marca neste ano.

Os outros bilionários da Disney em 2019 foram “Capitã Marvel”, com US$ 1,2 bilhões, e “Vingadores: Ultimato”, que virou a maior bilheteria mundial de todos os tempos ao atingir US$ 2,79 bilhões. E o estúdio ainda tem uma coprodução com a Sony, “Homem-Aranha: Longe de Casa”, nesse grupo de Tony Starks do cinema.

Além destes, “O Rei Leão” e “Toy Story 4” também estão prestes a atingir US$ 1 bilhão, o que faria da Disney o primeiro estúdio a lançar cinco filmes de faturamento bilionário num único ano – novamente, sem contar o “Homem-Aranha”.



Atualmente, as seis maiores bilheterias mundiais de 2019 são da Disney – e, sim, isto inclui o “Homem-Aranha”.

O predomínio é tão grande que o estúdio responde por 45% do total da arrecadação de Hollywood no mercado mundial.

Em contraste, a Warner Bros., que aparece em 2º lugar no ranking, faturou “apenas” US$ 2 bilhões até agora no ano.

A Disney ainda não encerrou seu calendário de blockbusters e ainda vai lançar “Malévola – Dona do Mal”, “Star Wars: A Ascensão Skywalker” e “Frozen 2” até o fim do ano nos Estados Unidos – desta lista, porém, a continuação de “Frozen” só chega no mercado internacional em janeiro de 2020.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings