Rodrigo Santoro resgata papel de travesti em Carandiru para celebrar Parada do Orgulho LGBTQ+



O ator Rodrigo Santoro comemorou a Parada do Orgulho LGBTQ+ com um post no Instagram que resgatou seu personagem Lady Di em “Carandiru” (2003). No filme de Hector Babenco, Santoro interpretou uma presidiária travesti que se casou com outro presidiário dentro da cadeia. O matrimônio foi celebrado com um beijo entre Lady Di e Sem Chance, interpretado por Gero Camilo.

Na legenda da imagem, o ator destacou a Parada do Orgulho LGBTQ+ que aconteceu no domingo (23/6) em São Paulo e desejou que “todos os beijos, de todas as bocas, sejam um símbolo de amor e liberdade”.

Ele lembrou que, na época, foi escondido no cinema e viu pessoas deixando a sala após a cena do beijo. Mas que, 16 anos depois, os beijos entre pessoas de mesmo sexo são celebrados à luz do dia na Av. Paulista.

“Em 2003, Gero Camilo, meu querido amigo e parceiro de cena em Carandiru, disse que o beijo da Lady Di e do Sem Chance era um beijo de todas as bocas e, para alguns, era como um tapa”, escreveu Santoro. “Ainda naquele ano experimentei a sensação de, escondido nas salas, ver pessoas deixando os cinemas após a cena”.

“Hoje, 2019, as ruas de São Paulo estão tomadas pela luta para que todos os beijos, de todas as bocas, sejam um símbolo de amor e liberdade. A arte é aliada desse sonho”, concluiu.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀


Ver essa foto no Instagram

Carandiru. #LadyDi #SemChance #HectorBabenco 2003. 💐 Em 2003, Gero Camilo, meu querido amigo e parceiro de cena em Carandiru, disse que o beijo da Lady Di e do Sem Chance era um beijo de todas as bocas e, para alguns, era como um tapa. Ainda naquele ano experimentei a sensação de, escondido nas salas, ver pessoas deixando os cinemas após a cena. Hoje, 2019, as ruas de São Paulo estão tomadas pela luta para que todos os beijos, de todas as bocas, sejam um símbolo de amor e liberdade. A arte é aliada desse sonho.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀#Pride #LGBT #ParadaSP ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ In 2003, Gero Camilo, my dear friend and scene partner in Carandiru, said that the kiss between Lady Di and Sem Chance represented a kiss from every mouth and for some it was like a slap in the face. Still that year I’d experience the sensation of, hidden within movie theaters, just watching as people left after that scene. Today, in 2019, the streets of São Paulo are taken by this fight, so that all kisses, from all mouths, are a symbol of love and freedom. Art is an ally to this dream.

Uma publicação compartilhada por Rodrigo Santoro (@rodrigosantoro) em



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings