The Spanish Princess: Conheça a nova minissérie sobre a monarquia britânica



O canal pago americano Starz estreia neste domingo (5/5) “The Spanish Princess”, a terceira minissérie baseada na franquia literária de Philippa Gregory, conhecida como “The Cousins War” (“Guerra Entre Primos”, no Brasil). E seu serviço de streaming divulgou um novo trailer, acompanhado pelo pôster oficial da produção.

Novamente escrita por Emma Frost, a minissérie condensa dois livros de Gregory, lançados no Brasil como “A Princesa Leal” e “A Maldição do Rei”.

A princesa espanhola do título é Catarina de Aragão, que se torna a primeira das seis esposas de Henrique VIII. A trama é basicamente o prólogo imediato da série “The Tudors” – e da minissérie “Wolf Hall”, entre outras – , revelando os esforços da jovem princesa espanhola Catarina para virar Rainha da Inglaterra, após a morte precoce de seu primeiro amor, o príncipe herdeiro Arthur, e como ela consegue convencer a corte inglesa de sua virgindade para casar-se com seu cunhado, o próximo monarca na linha de sucessão. Já o segundo livro reflete a parte mais conhecida da história, com a entrada em cena de Anna Bolena e o desejo do rei de se divorciar de Catarina. Sendo proibido pelo Papa, ele decide criar uma nova religião – o anglicanismo, seguido até hoje no Reino Unido.

A série é continuação de “The White Queen”, cujo papel-título tornou a atriz sueca Rebecca Ferguson (“Missão Impossível: Efeito Fallout”) conhecida em 2013, e “The White Princess”, com Jodie Comer (“Killing Eve”), que estreou após hiato de quatro anos – o que levou à mudança completa do elenco em relação à primeira série, embora os personagens fossem os mesmos.

“The Spanish Princess” chega depois de mais dois anos e muda novamente todo o elenco, com a italiana Alexandra Moen (“Fortitude”) no papel da Rainha Elizabeth, que foi vivida por Jodie Comer na 2ª temporada e Freya Mavor (“Skins”) na minissérie inaugural. A personagem é filha da protagonista da 1ª temporada, que também se chamava Rainha Elizabeth (Rebecca Ferguson na estreia e Essie Davis na continuação).

O grande espaçamento entre os lançamentos e a mudança constante de elenco prejudica a clareza da trama, repleta de personagens de nomes iguais, o que pode se tornar um problema nos países em que a História da Inglaterra não é tão conhecida.


De todo modo, se a terceira parte manter a tradição de consagrar a intérprete do papel-título, é bom prestar atenção em Charlotte Hope, que viveu Myranda, a amante do vilão Ramsay Bolton em “Game of Thrones”.

O resto do elenco destaca Elliot Cowan (de “Da Vinci’s Demons”) como o Rei Henry Tudor, Harriet Walter (“Black Sails”) como sua mãe Margaret Beaufort e Ruairi O’Connor (“Delicious”) como o Príncipe Henry Tudor – o futuro Rei Henrique VIII.

As duas primeiras minisséries renderam grande audiência para o Starz. “The White Queen” atraiu uma média de 4,8 milhões de espectadores por episódio, enquanto “The White Princess” foi visto por 3,8 milhões.

Ambas foram exibidas no Brasil pelo canal pago Fox Premium.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings