The Act: Patricia Arquette e Joey King planejam matar uma a outra em trailer de série criminal


A plataforma Hulu divulgou o primeiro trailer de “The Act”, uma nova série de antologia criminal baseada em casos reais. A prévia traz as atrizes Patricia Arquette (“Boyhood”) e Joey King (“A Barraca do Beijo”) como mãe e filha, numa história repleta de subterfúgios e reviravoltas, que leva uma a querer matar a outra.

A prévia mostra a jovem Gypsy Blanchard (King), que luta para escapar do relacionamento tóxico com sua mãe superprotetora, Dee Dee (Arquette). Ela é uma menina doente, que vira fonte de renda ao ganhar apoio financeiro de causas beneficentes. Mas sua busca pela independência acaba trazendo à tona as mentiras da mãe exploradora, que a mantém propositalmente debilitada para perpetuar o ingresso de dinheiro. Ela logo percebe que o único jeito de evitar morrer envenenada seria matar a própria mãe.

A série é uma criação de Nick Antosca, criador da antologia de terror “Channel Zero”, e a 1ª temporada será baseada em um artigo do Buzzfeed que viralizou com a manchete “Dee Dee queria que sua filha ficasse doente, Gypsy queria que sua mãe fosse assassinada”. A autora da reportagem, Michelle Dean, é creditada como co-criadora da série.

A HBO também chegou a produzir um documentário sobre esta história, “Mamãe Morta e Querida” (2017), que mostra as verdadeiras personagens, fisicamente diferentes de suas intérpretes.



“The Act” vai se juntar a “American Crime Story” e “Law & Order: True Crime” na onda de séries de antologia sobre crimes reais que entrou em voga nos Estados Unidos. Até o Brasil teve sua própria versão do gênero, “Assédio”, da Globoplay.

A direção de “The Act” é assinada pela atriz francesa Laure de Clermont-Tonnerre (“As Múmias do Faraó”), que vai lançar “Mustang”, seu primeiro longa como diretora, na próxima semana nos EUA.

“The Act” estreia em 20 de março na plataforma americana e não tem previsão de lançamento no Brasil.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings