Homem-Aranha no Aranhaverso é principal lançamento da semana no Brasil


Animação mais bem-avaliada de 2018, “Homem-Aranha no Aranhaverso” finalmente estreia no Brasil. E vem acompanhada por mais dois campeões de aprovação e prêmios.

O primeiro longa animado do Homem-Aranha não é apenas uma opção divertida, capaz de agradar a crianças de todas as idades. O filme é uma autêntica obra de arte de visual inovador, que incorpora elementos dos quadrinhos e da pop art. E também representa um arrojo tecnológico, graças ao uso de uma nova ferramenta, criada especificamente para o filme, que permite “desenhar em computador” com a mesma desenvoltura das antigas animações feitas à mão.

Com 97% no Rotten Tomatoes, “Homem-Aranha no Aranhaverso” ainda conquistou prêmios de diversas associações da crítica, como o Globo de Ouro de Melhor Animação, superando as produções da Disney, o que lhe dá ímpeto para tentar buscar o Oscar 2019.

Outro filme premiado no Globo de Ouro, “A Esposa” rendeu o troféu de Melhor Atriz para Glenn Close. Ela interpreta a personagem do título, que, durante 40 anos, viveu devotada ao marido, um escritor famoso. Mas no momento em que ele se prepara para receber a maior honra de sua carreira, o prêmio Nobel, ela chega ao limite da tolerância de suas infidelidades e comportamento abusivo, percebendo todo o egoismo, machismo e repressão que a impediu de se tornar uma escritora por seus próprios méritos, apesar do talento demonstrado na juventude.

A produção é de 2017, mas, apesar de causar furor no Festival de Toronto, foi guardada pelo estúdio Sony Pictures Classics por mais de um ano, numa estratégia de apostar apenas em “Me Chame pelo Seu Nome” no Oscar passado. “A Esposa” tem 84% de aprovação e coloca Glenn Close como forte candidata ao Oscar deste ano.

O terceiro destaque da semana é o novo drama do cineasta Hirokazu Kore-eda. Candidato japonês ao Oscar, “Assunto de Família” foi o vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes 2018. O drama humanista vem comovendo a crítica internacional ao contar a história de uma família de ladrões sem-teto que resolve adotar uma criança abandonada.

Kore-eda é um especialista em filmes sobre famílias disfuncionais. Ele já havia vencido o Prêmio do Júri de Cannes em 2013 com outro filme do gênero, “Pais e Filhos”, que questionava a noção de paternidade biológica por meio da troca de bebês. “Assunto de Família” agradou muito mais, com impressionantes 99% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Os outros lançamentos da semana incluem a sci-fi “Máquinas Mortais”, produção do cineasta Peter Jackson (“O Hobbit”) que virou o maior mico do final do ano passado nos EUA, podendo dar prejuízo de até US$ 150 milhões aos estúdios Universal. O rombo é tão grande que deve, finalmente, acabar com a mania de adaptações de distopias literárias juvenis.

Há ainda um documentário português sobre a tradição das mergulhadoras japonesas que pescam ostras e um drama romântico libanês sobre a melancolia da juventude.

Confira abaixo os trailers e as sinopses de todos os filmes que estreiam nesta quinta (10/1) nos cinemas brasileiros.

Homem-Aranha no Aranhaverso | EUA | Animação



Miles Morales é um jovem negro do Brooklyn que se tornou o Homem-Aranha inspirado no legado de Peter Parker, já falecido. Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença do próprio Peter, vestindo o traje do herói aracnídeo sob um sobretudo. A surpresa fica ainda maior quando Miles descobre que ele veio de uma dimensão paralela, assim como outras versões do Homem-Aranha.

A Esposa | EUA | Drama

Joan Castleman (Glenn Close) é casada com um homem controlador e que não sabe como cuidar de si mesmo ou de outra pessoa. Ele é um escritor e está prestes a receber um Prêmio Nobel de literatura. Joan, que passou 40 anos ignorando seus talentos literários para valorizar a carreira do marido, decide abandoná-lo.

Assunto de Família | Japão | Drama

Depois de uma de suas sessões de furtos, Osamu (Lily Franky) e seu filho se deparam com uma garotinha. A princípio, eles relutam em abrigar a menina, mas a esposa de Osamu concorda em cuidar dela depois de saber das dificuldades que enfrenta. Embora a família seja pobre e mal ganhe dinheiro com os pequenos crimes que cometem, eles parecem viver felizes juntos até que um incidente revela segredos escondidos, testando os laços que os unem.

Máquinas Mortais | EUA | Sci-fi

A Terra está destruída e, para sobreviver, as cidades se movem em rodas gigantes, conhecidas como Cidades Tração, e lutam com outras para conseguir mais recursos naturais. Quando Londres se envolve em um ataque, Tom (Robert Sheehan) é lançado para fora da cidade junto com uma fora-da-lei (Hera Hilmar) e os dois juntos precisam lutar para sobreviver e ainda enfrentar uma ameaça que coloca a vida no planeta em risco.

Yara | Líbano | Drama

Em um Líbano pacífico, numa fazenda localizada no Vale de Qadisha, moram Yara e sua avó. Elas levam rotinas leves enquanto fazem a manutenção do território e desfrutam da bucólica paisagem rural. Quando Elias, um jovem andarilho, decide descansar por um tempo na vila, Yara instantaneamente trava amizade com ele. Com o passar dos dias, os dois engatam em um amor de verão.

Ama-San | Portugal | Documentário

O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings