blank

Diretora diz que Mulher-Maravilha 1984 é homenagem à série clássica da heroína

A cineasta Patty Jenkins revelou o motivo que a levou a optar por situar o segundo longa da Mulher-Maravilha nos anos 1980. Foi uma homenagem à série clássica da heroína.

Falando à imprensa americana durante sua passagem pelo Festival de Sundance, para divulgar sua série “I Am the Night”, a diretora disse que a década de 1980 é “a era a que Mulher-Maravilha pertence”.

“É perfeita para a história, e como fã da série de TV, tinha que ver a Mulher Maravilha nos anos 1980”, explicou. “A Mulher-Maravilha foi tão importante naquele momento, então queríamos capturar isso”.

“Os anos 1980 tiveram algumas das coisas mais interessantes possíveis na cultura pop, incluindo artes e música. Foi um momento onde a sociedade viu seu melhor e o seu pior. Acredito que vamos mostrar uma versão muito mais inspiradora e elegante daquela época, de várias maneiras”, acrescentou.

Ela também contou que as filmagens já foram finalizadas e tudo “correu muito bem”. “Os atores deram seu melhor, fizemos uma tonelada de cenas de ação com efeitos de malabarismo por fios, e acredito que o filme está realmente incrível”.

Apesar das declarações, vale esclarecer: a série da “Mulher-Maravilha” não foi uma produção dos anos 1980. A série, que durou três temporadas, foi ao ar de 1975 a 1979 nos Estados Unidos.

Além de dirigir, Patty Jenkis coestreveu o filme, trabalhando a partir de um roteiro de Dave Callaham (“Godzilla”) e Geoff Johns (“Aquaman”).

Poucos detalhes sobre enredo de “Mulher-Maravilha 1984” foram revelados até o momento, além do fato de a trama se passar em 1984, trazer de volta Gal Gadot como a heroína, Chris Pine como Steve Trevor e incluir a atriz Kristen Wiig como a vilã Mulher-Leopardo.

A estreia está marcada apenas para junho de 2020.