Audrey Wells (1960 – 2018)



A cineasta Audrey Wells, que escreveu e dirigiu a comédia romântica “Sob o Sol da Toscana” (2003), morreu na quinta-feira (4/10), aos 58 anos, depois de uma batalha de cinco anos contra um câncer.

Nascida em San Francisco, ela trabalhou, no início de sua carreira, como DJ numa estação de jazz local antes de migrar para o mundo cinematográfico.

Wells estreou como roteirista em 1996, na comédia romântica “Feito Cães e Gatos”, estrelada por Uma Thurman, e fez a adaptação do desenho animado “George, o Rei da Floresta” (1997), com Brendan Fraser, antes de dobrar seu primeiro trabalho como roteirista e diretora em “A Lente do Desejo” (1999), com Sarah Polley.

A jornada dupla só foi repetida mais uma vez, com “Sob o Sol da Toscana” (2003), em que Diane Lane foi seu alter-ego, no papel de uma escritora que compra uma propriedade na região italiana do título para tentar mudar de vida.



Ela continuou escrevendo filmes leves, divertidos e românticos, como “Duas Vidas” (2000), com Bruce Willis, “Dança Comigo?”, com Jennifer Lopez e Richard Gere, “Treinando o Papai” (2007), com Dwayne Johnson, e o recente sucesso “Quatro Vidas de um Cachorro” (2017). Mas seu trabalho mais recente mudou o tom.

Arrancando elogios da crítica, “O Ódio que Você Semeia” foi o primeiro roteiro dramático com tema social da carreira de Wells e tem sido considerado um filme com potencial de Oscar. A produção adapta o livro homônimo de Angie Thomas sobre o assassinato de um negro por um policial, foi destaque no recente Festival de Toronto e tem 96% de críticas positivas no site Rotten Tomatoes, a maior avaliação de uma obra da roteirista.

O filme estreia no dia 19 nos Estados Unidos e em dezembro no Brasil.

Além deste trabalho, ela deixou pronto o roteiro de uma nova animação da DreamWorks, “Over the Moon”, sobre uma garotinha que constrói um foguete espacial para ir à lua, que marcará a estreia em longas do diretor Glen Keane, vencedor do Oscar 2018 de Melhor Curta Animado por “Dear Basketball”.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings