Trailer de Todas as Canções de Amor celebra romance do tempo das fitas K7

A Galeria Distribuidora divulgou fotos e o trailer de “Todas as Canções de Amor”, drama romântico que usa uma antiga fita K7 para falar de amor.

O primeiro longa de ficção da produtora e documentarista Joana Mariani (“A Imagem da Tolerância”) segue a experiência recente de “Paraíso Perdido”, de usar músicas para contar sua história. E até compartilha um dos atores principais, Júlio Andrade, que volta a demonstrar seus talentos vocais na nova trama – e novamente acompanhado por cantores “de verdade”, desta vez Gilberto Gil.

A trama reflete o relacionamento de dois casais em tempos distintos, que têm em comum o mesmo apartamento e uma fita K7 com o nome do filme.
Ela foi gravada pela personagem de Luiza Mariani (“Um Homem Só”) para o personagem de Júlio Andrade, mas não narra o romance quente do casal e sim o final do relacionamento, com hits famosos como “Baby” (interpretado por Gal Costa), “Codinome Beija-Flor” (Cazuza) e “Você Não Soube Me Amar” (Blitz).

As canções evocam uma época em que não havia playlists, e as fitas K7 eram o formato possível para se gravar uma coletânea para a pessoa amada.

Esta fita sentimental acaba sendo descoberta, anos depois, por um novo casal formado por Marina Ruy Barbosa (novela “Deus Salve o Rei”) e Bruno Gagliasso (“TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva”). Eles se mudam para o antigo apartamento do primeiro par e passam a tocar as músicas, que também começam a refletir seu relacionamento.

A cantora Maria Gadú assina a direção musical do longa, que chega aos cinemas em novembro.

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings