Após o filme da Igreja Universal, história da Assembleia de Deus também vai parar no cinema

A Paris Entretenimento anunciou nesta quarta (12/9) que produzirá um longa-metragem sobre a história dos suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, fundadores da igreja Missão da Fé Apostólica no Brasil, que deu origem à Assembleia de Deus.

A Paris também lançou, em parceria com a Record, o longa “Nada a Perder” sobre a fundação da Igreja Universal do Reino de Deus por Edir Macedo, que se tornou o filme com mais ingressos vendidos da história do cinema brasileiro.

Uma das instituições religiosas mais populares do país, a Assembleia de Deus brasileira foi fundada em 1911 em Belém (PA), um ano após os missionários suecos desembarcarem vindos dos Estados Unidos.

Com influência norte-americana, a igreja expandiu-se por meio de seus fiéis pelos estados do Pará, Amazonas e pela região Nordeste, principalmente entre as camadas mais pobres da população, chegando ao Sudeste no início da década de 1920.

Atualmente, a Assembleia estima ter mais de 22,5 milhões de membros no país. Ela também possui templos enormes, modernos e milionários que, vistos de fora, mais parecem shopping centers ou prédios comerciais que igrejas.

Segundo a Paris, a pré-produção do longa começa este ano e as filmagens estão previstas para o primeiro semestre de 2019. Elenco e diretor ainda não foram confirmados.

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings