Divulgação/Marvel

Roteirista de O Protetor vai escrever filme do vilão Kraven, o Caçador para o universo expandido do Homem-Aranha

O roteirista Richard Wenk (“O Protetor”) foi contratado pela Sony Pictures para escrever um filme de Kraven, o Caçador, vilão dos quadrinhos do Homem-Aranha. A apuração do site Collider coincide com informações anteriores da revista The Hollywood Reporter, que há alguns meses listou o personagem como um dos projetos cotados para a expansão do universo do super-herói da Marvel.

Este universo de vilões e coadjuvantes do Aranha começará a chegar ao cinema em outubro, com o lançamento de “Venom”, estrelado por Tom Hardy (“Mad Max: Estrada da Fúria”). E, entre idas e vindas, a Sony também confirmou a produção de “Morbius, o Vampiro-Vivo”, que será estrelado por Jared Leto (“Esquadrão Suicida”), embora tenha tirado do calendário o projeto de “Silver & Black”, que juntaria as anti-heroínas Sabre de Prata e Gata Negra.

A ideia, segundo o Hollywood Reporter, é construir aos poucos um universo de personagens, em vez de lançar todos de uma vez, como era o plano original há alguns anos com o abandonado “Sexteto Sinistro”.

Sergei Kravinoff, o Kraven, é um imigrante russo e caçador de animais selvagens, que graças a um soro místico adquiriu força super-humana. Ele se tornou obcecado pelo Homem-Aranha para provar que é o maior caçador do mundo.

Embora nunca tenha aparecido nos cinemas, Kraven já teve histórias antológicas nos quadrinhos, em particular “A Ultima Caçada De Kraven”, de 1987, considerada a história mais sombria de toda a trajetória do Homem-Aranha – a resposta da Marvel ao “Cavaleiro das Trevas” – que termina com o suicídio do caçador. Uma paulada.

Não há previsão de estreia para nenhum dos filmes citados, além de “Venom”.