Franquia Star Trek será homenageada por seu impacto cultural com prêmio especial no Emmy 2018



A franquia “Star Trek” será homenageada no Emmy 2018 com o Governors Award, prêmio honorário da Academia de Televisão, criado em 1978 para reconhecer “contribuições culturais de caráter universal e excepcional” dentro do mundo da TV.

Vencedores anteriores incluem o reality show “American Idol”, o especial anual beneficente “Comic Relief” e o programa de peças teatrais “Masterpiece Theater”.

“‘Star Trek’ é a primeira série que eu me lembro de assistir quando criança”, comentou Mark Spatny, diretor do Governors Award, em um comunicado oficial. “Ela sempre esteve à frente do seu tempo. Não só todas as encarnações da série promoveram inclusão e aceitação, além de inspirarem o pensamento criativo e a exploração espacial, como suas inovações técnicas foram muito significativas para a evolução da televisão como um todo”.

Criada em 1966 por Gene Roddenberry, a “Star Trek” original (ou “Jornada nas Estrelas”, para os fãs brasileiros) começou um fenômeno cultural que já produziu mais de 700 episódios de televisão e conquistou 30 prêmios do Emmy, estendendo-se por meio século de produção.


O pioneirismo de “Star Trek” começava na escalação do elenco, que trazia personagens de todas as etnias, gêneros e (mais recentemente) sexualidades em posições de destaque e autoridade – incluindo os inesquecíveis Sr. Sulu, vivido por George Takei, a Tenente Uhura, de Nichelle Nichols e até o alienígena Sr. Spock, de Leonard Nimoy.

Mais forte que nunca, a franquia segue sua jornada agora em streaming com “Star Trek: Discovery”, disponibilizada pela Netflix no Brasil. Além disso, terá uma nova série derivada de “A Nova Geração, focada no Capitão Picard, e continua a render filmes. Até Quentin Tarantino planeja um projeto para a saga espacial.

O prêmio à franquia será entregue durante a cerimônia dos Emmys Criativos, que acontecerá em 8 de setembro nos Estados Unidos. Trata-se de uma premiação prévia dedicada aos profissionais dos bastidores dos programas de TV, como editores, maquiadores e dublês, realizada uma semana antes do evento televisado do Emmy.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings