Ator de Doctor Who viverá o herói Ciborgue na série da Patrulha do Destino



A série da Patrulha do Destino terá a participação do super-herói Ciborgue, que inclusive já foi escalado. O anúncio foi feito pelo site oficial da DC Comics, que também confirmou Joivan Wade (Rigsy na série “Doctor Who”) no papel.

Não foram divulgados muitos detalhes sobre a nova versão do personagem, que apareceu antes no cinema, no filme da “Liga da Justiça”. De todo modo, a sinopse divulgada dá a entender que o Ciborgue será o grande responsável por reunir a Patrulha do Destino, abordando os heróis “com uma missão que é difícil de recusar, mas com um aviso igualmente complicado de ignorar.”

“Doom Patrol” (o título original) será um spin-off da também vindoura série “Titans”, sobre os Novos Titãs, que introduzirá o grupo de heróis disfuncionais. Ambas farão parte da programação original da plataforma DC Universe.

A Patrulha do Destino é considerado os X-Men da DC Comics, mas o mais correto, pela ordem de lançamento, seria chamar os X-Men de Patrulha do Destino da Marvel. Criado pelos roteiristas Arnold Drake, Bob Haney e o artista Bruno Premiani, a primeira edição chegou às bancas três meses antes de Stan Lee e Jack Kirby introduzirem os X-Men em 1963. E desde sua concepção o grupo se tornou conhecido por causar mais medo e repulsa – formado por pessoas que foram mutiladas, desfiguradas ou tem poderes assustadores – que as reações positivas associadas aos super-heróis.



A sinopse oficial da série diz: “Os membros da Patrulha do Destino sofreram acidentes horríveis que lhes deram habilidades sobre-humanas, mas também os deixaram marcados e desfigurados. Traumatizados e oprimidos, a equipe encontrou um propósito através do Chefe, que os reuniu para investigar os fenômenos mais estranhos existentes e proteger a Terra contra o que eles encontram”.

O Chefe é o codinome de Dr. Niles Calder, um gênio confinado a uma cadeiras de rodas – como Charles Xavier. Os demais personagens são Cliff Steele, o Homem-Robô, Larry Trainor, o Homem-Negativo, e Rita Farr, a Mulher-Elástica.

Ainda não há data de estreia definida.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings