Trailer e fotos de Star Trek: Discovery revelam que o novo capitão é um velho conhecido da franquia



A Netflix divulgou seis fotos e o primeiro trailer da 2ª temporada de “Star Trek: Discovery”, que traz muitas novidades. A começar pelo resultado do encontro entre as naves Discovery e Enterprise, que encerrou a temporada inaugural. A prévia mostra apenas um integrante da Enterprise, o Capitão Christopher Pike, interpretado por Anson Mount (o Raio Negro da série dos Inumanos, da Marvel). Isto porque sua missão está a bordo da Discovery. Ele chega para assumir a cadeira vaga de Capitão da nave.

O personagem é um velho conhecido da franquia. Na verdade, um dos mais velhos. Christopher Pike foi vivido por Jeffrey Hunter no piloto rejeitado de “Jornada nas Estrelas” em 1964. O papel foi reformulado e o ator foi substituído por William Shatner com a introdução do Capitão Kirk no segundo piloto, que foi aprovado em 1966. Mas as cenas gravadas em 1964 não foram perdidas. Elas acabaram integrando a cronologia oficial num episódio duplo da 1ª temporada, que mostrou as cenas mais antigas como se fossem da tripulação “original” da Enterprise – que incluía Pike, Spock (Leonard Nimoy) e a Número Um (Majel Barrett), entre outros.

Pike continuou a existir no reboot cinematográfico de 2009, aparecendo como o capitão da Enterprise no começo do filme “Star Trek” – vivido por Bruce Greenwood – , antes de passar o comando da nave para o Capitão Kirk.

O trailer também faz menção a outro papel clássico: Spock, que é irmão adotivo da protagonista da série, Michael Burnham (Sonequa Martin-Green), além de introduzir dois novos personagens, a engenheira chefe Reno (vivida pela comediante Tig Notaro) e o tripulante alienígena chamado Linus (David Benjamin Tomlinson), um Sauriano que rouba a cena no trailer.


O ator e diretor Jonathan Frakes (o Comandante Riker de “Star Trek: A Nova Geração”), que vai comandar alguns episódios da 2ª temporada, já tinha dito que Spock ia aparecer. Na prévia, Burnham comenta que ele precisa de ajuda. Mas não há pistas sobre a idade do personagem, que pode surgir ainda criança, uma vez que “Star Trek: Discovery” se passa antes dos eventos do filme “Star Trek” (2009).

O primeiro episódio será dirigido por Alex Kurtzman, co-criador da série, que ganhou mais responsabilidade ao virar o showrunner único da atração com a demissão de Gretchen Berg e Aaron Harberts, os showrunners que fizeram a série decolar. Kurtzman tem forte ligação com a franquia, tendo escrito os filmes “Star Trek” (2009) e “Além da Escuridão: Star Trek” (2013). Recentemente, ele tentou virar diretor de cinema, mas o fracasso de “A Múmia” (2017) o trouxe de volta ao mundo das séries.

A estreia está prevista para o começo de 2019.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings