Série dos heróis Manto e Adaga é renovada para a 2ª temporada



O canal pago Freeform anunciou a renovação da série dos heróis Manto e Adaga, cujo título oficial é “Marvel’s Cloak & Dagger”.

A estreia da série registrou a segunda maior audiência inaugural do Freeform, vista ao vivo por 980 mil telespectadores, o que, entretanto, foi metade do recorde de “Shadowhunters”, a série que inaugurou o canal americano – que substitui o ABC Family – em 2016. De todo modo, com as reprises e outras plataformas, a audiência do primeiro episódio atingiu 4,4 milhões de telespectadores.

A série também foi aprovada pela crítica, com 90% de avaliações positivos na amostragem do site Rotten Tomatoes.

A adaptação dos quadrinhos de “Manto e Adaga” era um dos projetos mais antigos do Marvel Studios. Para se ter noção, as negociações entre a Marvel e a ABC Family, nome anterior do canal que virou o Freeform, datam de 2010.



Nos quadrinhos originais, os dois jovens são capturados por traficantes após fugirem de casa e viram cobaias na experiência de uma nova droga, desenvolvendo suas habilidades – sim, Luc Besson tirou a ideia de “Lucy” da criação de Bill Mantlo e Ed Hannigan de 1982. Mas a série contou uma história diferente, concebida pelo roteirista Joe Pokaski (criador da série “Underground” e roteirista de “Demolidor”) e a diretora Gina Prince-Bythewood (criadora de “Shots Fire” e diretora-roteirista de “Nos Bastidores da Fama”).

Estrelada por Aubrey Joseph (da minissérie “The Night Of”) e Olivia Holt (da série “Os Guerreiros Wasabi”), respectivamente como Manto e Adaga, a série também inclui Emma Lahana (série “Haven”), Gloria Reuben (“Mr. Robot”), Miles Mussenden (“Max: O Cão Herói”), J.D. Evermore (“Horizonte Profundo: Desastre no Golfo”), Andrea Roth (“Lugares Escuros”), Carl Lundstedt (visto em “Grey’s Anatomy”) e Jaime Zevallos (“The Summoning”).

O final da 1ª temporada vai ao ar em 2 de agosto nos Estados Unidos. Já o lançamento da série no Brasil segue sem ter previsão, apesar de a sua aquisição ter sido anunciada pelo canal pago Sony no ano passado.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings