Movimento #MeToo sai em defesa de Asia Argento contra cyberbullying nas redes sociais

 

O movimento “#MeToo” divulgou uma carta aberta com assinaturas de 45 personalidades em apoio a Asia Argento, que vem sendo atacada nas redes sociais desde a morte do seu namorado, o chef-celebridade Anthony Bourdain, há pouco mais de um mês.

“Asia tem recebido uma quantidade sem fim de ‘cyberbullying’ e sido vítima de várias calúnias que partem de ‘haters’ que a culpam pela morte de Anthony Bourdain”, diz o texto.

“Estamos aqui para pedir àqueles que estão com raiva e luto pela perda de Anthony que encontrem uma saída saudável para manifestar sua dor. Asia é uma sobrevivente, assim como nós, e sua fama e demonstração externa de força não a tornam menos vulnerável. Asia não é uma manchete – ela é um ser humano, e ela está passando por um momento de dor horrível”, segue o apelo.

Segundo fontes anônimas publicadas pela imprensa, Anthony Bourdain vivia um “amor doentio” pela italiana, com quem estava há mais de um ano. Os mesmos fofoqueiros espalharam que o casal tinha um “relacionamento livre”, o que deixaria o chef depressivo. Bastaram essas declarações sem vozes para a turba pegar tochas e forcados para atacar a bruxa por levar o astro de reality show culinário ao suicídio.

Asia Argento foi uma das primeiras atrizes a denunciar abusos do ex-todo poderoso de Hollywood Harvey Weinstein e a primeira a assumir ter sido estuprada por ele, em reportagem publicada pela revista The New Yorker em outubro do ano passado.

Após esta corajosa revelação, Anthony Bourdain tornou-se um forte defensor das vítimas de abuso sexual e do movimento “#MeToo”, o que não foi bem visto por alguns seguidores do chef, apresentador e escritor.

Entre outros apelos, o comunicado divulgado na quinta-feira (12/7) fala justamente sobre a mania de culpar as mulheres. “Há muito tempo existe uma narrativa tradicional de culpar, difamar e martirizar mulheres corajosas. Nós rejeitamos essa narrativa.”

Também vítimas de violência sexual, os atores Rosanna Arquette, Terry Crews, Rose McGowan, Olivia Munn e Mira Sorvino estão entre os nomes que assinam a carta em apoio à colega.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.

Back to site top
Change privacy settings