Maisa Silva revela seu visual de Cinderela Pop e rebate críticas de quem queria uma loira no papel


A atriz adolescente Maisa Silva (“Carrossel”), que vai viver a nova Cinderela do cinema, na adaptação do romance “Cinderela Pop”, de Paula Pimenta, usou as redes sociais para revelar sua primeira foto como a personagem (veja abaixo) e comentar as críticas contra sua escolha para o papel. Ela foi alvo de reclamações por não ser loira de olhos azuis como a versão do desenho animado – e do filme – “Cinderela” da Disney.

“Temos que lembrar que o mundo é grande e miscigenado demais para só um padrão de beleza, né? Se fosse no Japão, ela [a Cinderela] seria loira de olho azul? (risos)”, escreveu a adolescente, que lembrou ter “escolhido” o tema de Cinderela para sua festa de aniversário de dois anos de idade – como diversas outras meninas das mais diferentes etnias do mundo.

Na adaptação, Maisa irá interpretar Cintia Dorella, uma adolescente que descobre uma traição no casamento dos pais. Ela então se muda para a casa da tia e passa a trabalhar como DJ, virando a Cinderela Pop.

A história da Cinderela Pop foi publicada na coletânea “O Livro das Princesas”, em que quatro escritoras de livros infantis contemporâneos (duas delas americanas) reimaginaram os contos de fadas como se acontecessem nos dias de hoje – na verdade, de 2013. Fez tanto sucesso que acabou estendida num livro individual em 2015 – ainda assim, bem “fininho”.



“Cinderela Pop”, que ainda não tem previsão de estreia, será o segundo papel de protagonista da atriz no cinema, na sequência do ainda inédito “Tudo Por um Pop Star”, baseado em outro livro infantil, de Thalita Rebouças (“É Fada”), que chega aos cinemas em 19 de julho.


Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings