Killing Eve encerra 1ª temporada como fenômeno, ao aumentar 85% de sua audiência inicial



A série “Killing Eve” encerrou sua 1ª temporada com uma façanha raríssima, ao conseguir aumentar seu público em todos os episódios exibidos. Isto significa que cada capítulo foi visto mais pessoas que o anterior, o que levou a audiência do final da temporada registrar crescimento de 85% em relação aos telespectadores que sintonizaram a estreia.

Exibida no canal pago americano BBC America, “Killing Eve” encerrou seu primeiro ano no domingo passado (27/5) com 1,25 milhão de telespectadores ao vivo.

A série está também fazendo na plataforma digital do canal, como o programa mais assistido da história de seu serviço de streaming. Na versão digital, “Killing Eve” é a única série da BBC America que já atingiu mais de 1 milhão de espectadores por episódio.

Para completar o sucesso, a série tem 97% de aprovação no site Rotten Tomatoes.



“Desde o início, sentimos que tínhamos algo inteligente, empolgante e diferente com ‘Killing Eve’, e esperávamos que os espectadores vissem o que vimos”, disse Sarah Barnett, presidente da BBC America. “Séries como ‘Killing Eve’ não apenas envolvem e entretêm, elas geram fãs vibrantes e apaixonados, e esse certamente tem sido o caso aqui. Obrigado aos fãs verdadeiramente notáveis ​​de ‘Killing Eve’, tanto por divulgar a série quanto pela criatividade com que expressam seu amor por este programa”, completou.

É verdade que a presidente da BBC America ficou encantada com “Killing Eve”, tanto que renovou a atração antes da estreia do primeiro episódio, baseada apenas no material produzido.

Criada pela atriz e roteirista inglesa Phoebe Waller-Bridge (criadora-protagonista de “Fleabag”) e estrelada por Sandra Oh (série “Grey’s Anatomy”) e Jodie Comer (série “The White Princess”), a série é baseada no romance homônimo de Luke Jennings e gira em torno de duas mulheres: Eve (Oh), uma oficial de segurança do MI5, o serviço secreto britânico, cujo trabalho burocrático não cumpre suas fantasias de ser uma espiã, e Villanelle (Comer), uma assassina talentosa que se apega aos luxos que seu trabalho violento lhe dá. Essas duas mulheres ferozmente inteligentes se tornam obcecadas uma com a outra e acabam se envolvendo em um jogo perigoso de gato e rato.

O elenco também inclui Fiona Shaw (série “True Blood”), Kirby Howell-Baptiste (“Downward Dog”), Kim Bodnia (“The Bridge”) e David Haig (“Penny Dreadful”).



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings