Marvel contrata roteiristas para adaptação dos quadrinhos de Os Eternos

 

A Marvel quer tirar outro coelho da cartola. O estúdio presidido por Kevin Feige selecionou uma dupla de roteiristas estreantes, que ainda não viu nenhum de seus textos virar filme, para o longa de “Os Eternos”, adaptação dos quadrinhos cósmicos do lendário Jack Kirby.

Nos quadrinhos, os Eternos são uma raça de super-humanos, surgidos como um desdobramento da evolução que criou a vida inteligente na Terra. Concebidos pelos alienígenas Celestiais, eram destinados a ser defensores da Terra. Mas algo deu errado, a ponto da experiência gerar ninguém menos que Thanos, que é um desses seres geneticamente evoluídos.

Toda essa história veio da mente febril de Jack Kirby em sua volta à Marvel em 1976, e compartilha algumas semelhanças com os Novos Deuses, que ele criou na DC Comics. Mas a trajetória original dos personagens ficou sem fim, graças às vendas fracas e uma briga definitiva de Kirby com a editora. Os roteiristas Roy Thomas e Mark Gruenwald tentaram juntar as pontas soltas ao incluir os personagens num arco de Thor, que deveria encerrar a trama. Mas foi preciso o mestre Neil Gaiman (criador de “American Gods”) retomar a criação de Jack Kirby, numa minissérie de 2006, para tudo fazer sentido.

Kevin Feige selecionou os primos Matthew e Ryan Firpo para desenvolverem o roteiro que adaptará esta odisseia espacial.

Eles nunca encararam nenhum projeto deste porte. Na verdade, nunca materializaram nenhuma palavra que escreveram nas telas. Mas já escreveram. E, por causa disso, se destacaram na “Black List”, a lista dos melhores roteiros de Hollywood que acabaram não saindo do papel.

A história deles que chamou atenção se chama “Ruin” e gira em torno de um ex-capitão nazista que, para reparar seus crimes, persegue e mata os membros de seu ex-esquadrão.

Mas se ainda estão inéditos no cinema, os Firpo logo se tornarão conhecidos dos assinantes da Netflix. Eles emplacaram um thriller futurista no serviço de streaming, que venceu grande competição pelos direitos da produção, após o projeto dos primos despertar interesse de vários estúdios.

Intitulada “Mimi from Rio”, a sci-fi se passa nas favelas do Rio em um futuro próximo, e acompanha dois irmãos encarregados de transportar o primeiro androide totalmente sensível do mundo.

Ainda não há previsão para esta estreia, mas ela deverá estar disponível bem antes de “Os Eternos”, se este projeto maluco, centenas de vezes mais obscuro do que era os “Guardiões da Galáxia”, for adiante.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings