Livros de Paulo Coelho vão virar série de ação americana



A produtora FremantleMedia está desenvolvendo uma série inspirada nos livros do escritor brasileiro Paulo Coelho. A série deve se inspirar em temas, personagens e tramas de “Brida” (1990), “O Demônio e a Srta. Prym” (2000) e “A Bruxa de Portobello” (2006).

De acordo com o site Deadline, o escritor participará ativamente do projeto e de todo o seu desenvolvimento criativo.

“Não há alguém mais mais produtivo, provocador e socialmente engajado como autor do que Coelho”, disse Dante Di Loreto, presidente da FremantleMedia da América do Norte, que não poupou elogios ao brasileiro, no comunicado que anunciou o projeto.

A série é descrita como um thriller de ação e vai acompanhar um jovem padre que embarca em uma jornada de autodescoberta e redenção – ostracizado por sua igreja, foragido da lei e caçado por uma poderosa família criminosa. Enquanto isso, a agente da CIA que o perseguia descobre poderes misteriosos e uma conexão mais profunda com o padre do que ela jamais imaginou ser possível.



Ainda não há título, elenco definido, canal interessado e muito menos previsão para a estreia.

Será a primeira série baseada na obra de Paulo Coelho, que já teve adaptações cinematográficas de seus livros místicos realizadas por produtoras estrangeiras sem a menor repercussão. A mais famosa foi “Veronika Decide Morrer”, estrelada por Sarah Michelle Gellar (a “Buffy”) em 2009. O lançamento foi tão limitado que não possui registro de bilheteria no Box Office Mojo nem nota no Rotten Tomatoes.

A produtora FremantleMedia também está à frente da adaptação do livro “American Gods”, de Neil Gaiman, numa série disponível no canal de streaming Amazon Prime Video. A empresa também prepara uma série inspirada no best-seller de Elena Ferrante, “A Amiga Genial”, para o canal pago HBO.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings