José Padilha assina o novo clipe do cantor inglês Zayn

 

O mais tatuado ex-integrante de boy band da música pop lançou um novo clipe cinematográfico, com direção do brasileiro José Padilha (“Tropa de Elite”).

No vídeo de “Let Me”, Zayn Malik pede para ser (o seu) homem e transforma uma pista de dança, que normalmente teria apenas rebolados coreográficos, num exercício de testosterona.

O clipe traz o cantor inglês como um capanga de filme de gângster, trabalhando para um chefão mal-humorado e cobiçando a ninfeta que desfila em trajes mínimos pelo hotel de luxo do vilão. Vai tudo bem até o pequeno e o grande chefão decidirem medir o tamanho de seus documentos, culminando numa briga generalizada na dancefloor, que termina com o cantor sob a mira de um revólver.

O quebra-pau é editado de uma forma que deixa claro que o lado machão de Zayn é um dublê. Mas pouco importa, já que é a pin-up adolescente quem se revela a heroína da história – não por acaso, a modelo que a interpreta é parecidíssima com a ex de Zayn, a top model Gigi Hadid.

O clima remete ao clipe anterior do ex-boy, “Dusk til Dawn”, lançado em setembro com tiroteios e direção de outro cineasta, Marc Webb (“O Espetacular Homem-Aranha”).

Além de dirigir, Padilha também trabalhou na concepção da história, que, segundo um letreiro ao final, vai ter continuação.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings