Zack Snyder declara guerra ao divulgar fotos de cenas cortadas de Liga da Justiça

 

Zack Snyder declarou uma guerra silenciosa contra a Warner, ao resolver divulgar diversas fotos de cenas cortadas de “Liga da Justiça”. Num apanhado recente, ele liberou nas redes sociais imagens em preto e branco de Barry Allen (Ezra Miller) de óculos, com uma camiseta que referencia “Watchmen”, um encontro entre Martha Kent (Diane Lane) e Lois Lane (Amy Adams), Aquaman (Jason Momoa) na bagageira de uma caminhonete e a atriz Kiersey Clemons como Iris West, que nem apareceu no filme.

As imagens tem objetivo não declarado de alimentar o clamor do público pela versão de “Liga da Justiça” que ele dirigiu. O mesmo público que fazia petições para tirar Snyder do comando do filme, após o horrível “Batman vs. Superman”, agora peticiona uma “versão do diretor” de “Liga da Justiça”, movido pela curiosidade orquestrada pelo cineasta.

Quando o afastamento de Zack Snyder de “Liga da Justiça” veio à tona, em maio do ano passado, a decisão foi atribuída a uma tragédia pessoal. O diretor teria decidido se afastar da produção após o suicídio de sua filha, aos 20 anos de idade.

Mas após o fracasso do filme e tentativas pouco sutis de Snyder de alimentar o clamor pela tal “versão do diretor”, a Warner teria contra-atacado, vazando a sites geeks rumores de que o filme feito pelo cineasta era um desastre. Segundo esses boatos, a Warner teria aproveitado a tragédia pessoal para pressionar Snyder a se afastar da produção.

Josh L. Dickey, ex-editor do site Mashable, revelou ter sido informado dos problemas de bastidores na época da substituição do diretor, mas não publicou a história por motivos que não compartilhou, até que, subitamente, em fevereiro, sentiu-se liberado para revelar que este foi o motivo da demissão de Snyder. Matt Goldberg, do Collider, completou o ataque ao afirmar também ter ouvido que a edição original de “Liga da Justiça”, feita por Snyder, foi considerada “inassistível” de tão ruim pelos executivos da Warner.

Por conta disso, Snyder teria sido demitido e Joss Whedon contratado para tentar salvar a produção. Mas ele não conseguiu superar problemas básicos, como o vilão fraco e o bigode de Henry Cavill, que precisou ser retirado por computação gráfica.

O tempo de filmagens adicionais foi maior que o costume, mas a necessidade financeira de aproveitar o material já filmado gerou um conflito de tons entre o trabalho dos dois diretores, que culminou no fracasso comercial de “Liga da Justiça”.

A Warner não pretende lançar uma “versão do diretor” e a liberação sucessiva de fotos de Snyder não estaria agradando ao estúdio.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings