Pantera Negra atinge US$ 1 bilhão em bilheteria mundial

 

O filme “Pantera Negra” atingiu na sexta-feira (9/3), 26 dias após sua estreia, a cobiçada marca de US$ 1 bilhão em bilheteria mundial. A produção da Marvel se tornou o 33º filme na história do cinema a chegar neste valor e o 5º longa do estúdio de super-heróis no clube dos bilionários – após “O Vingadores”, “Vingadores: A Era de Ultron”, “Homem de Ferro 3” e “Capitão América: Guerra Civil”.

De forma mais significativa, tornou-se o primeiro filme de um diretor negro (Ryan Coogler) e o primeiro filme protagonizado por negros a ser recebido nesse clubinho exclusivo.

A marca bilionária coincide com o lançamento do filme na China, último país do mundo a projetar a produção, o que aconteceu justamente na sexta-feira. Desde então, o longa já somou aproximadamente mais US$ 50 milhões do mercado chinês.

Nos Estados Unidos e no Canadá, o filme está com US$ 530 milhões. No resto do mundo, os números são bons, porém mais modestos. No Brasil, por exemplo, a bilheteria gira em torno de US$ 25 milhões. Para Hollywood, é melhor fazer sucesso em casa que no exterior, devido aos impostos e divisões de custos com parceiros locais. Por isso, o sucesso da Marvel deve influenciar mais superproduções com elenco diversificado.

Nesta semana, o presidente dos estúdios Marvel, Kevin Feige, confirmou que o inevitável “Pantera Negra 2” será produzido. O herói e seu país fictício, Wakanda, também terão papel fundamental em “Vingadores: Guerra Infinita”, que estreia no mês que vem.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings