Planeta dos Macacos: A Guerra vence a premiação da Sociedade de Efeitos Visuais



“Planeta dos Macacos: A Guerra” venceu quatro prêmios, inclusive o principal – Efeitos Visuais em Filme Realista – e o de Melhor Personagem Animado (César) na cerimônia anual da Sociedade de Efeitos Visuais (VES, na sigla em inglês), sindicato dos técnicos da categoria, realizada na noite de terça-feira (13/2) no Beverly Hilton Hotel.

O trabalho da Weta Digital tem sido, consistentemente, premiado desde o primeiro filme da franquia, mas nunca venceu o Oscar. “Planeta dos Macacos: A Origem” (2011) e “Planeta dos Macacos: O Confronto” (2014) também venceram o prêmio principal do VES Awards, mas perderam o Oscar para, respectivamente, “A Invenção de Hugo Cabret” (2011) e “Interestellar” (2014).

Desta vez, porém, as apostas são de que o trabalho inovador da Weta em “Planeta dos Macacos” finalmente será reconhecido pela Academia, com um Oscar para o mais bem feito dos três filmes.



O terceiro “Planeta dos Macacos” do século 21 disputa o Oscar com os mesmos filmes que foram indicados ao prêmio do sindicato: “Blade Runner 2049”, “Guardiões da Galáxia Vol. 2”, “Kong: A Ilha da Caveira” e “Star Wars: Os Últimos Jedi”.

Durante a entrega dos VES Awards, “Blade Runner 2049” conquistou dois prêmios (criação de meio-ambiente e modelos) e Guardiões venceu um (cinematografia virtual).


blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings