Três Anúncios para um Crime e Big Little Lies são os grandes vencedores do Globo de Ouro 2018

 

O filme “Três Anúncios para um Crime” e a série “Big Little Lies” foram as produções mais premiadas do Globo de Ouro 2018. Ambas receberam quatro prêmios, inclusive os de Melhor Filme e Melhor Série Limitada (definição já ultrapassada com a encomenda de uma 2ª temporada).

Mas o que marcou a premiação foi seu tom politizado, assumidamente feminista. Da abertura do comediante Seth Meyers aos agradecimentos, passando pelo forte discurso da homenageada da noite, a atriz Oprah Winfrey, e pelos evidentes trajes pretos enfocados durante 99% da transmissão, os temas da inclusão racial, igualdade sexual, empoderamento feminino e a reação firme contra o assédio pontuaram todo evento.

De forma condizente com estre clima, as principais vitórias refletiram os temas da noite. “Três Anúncios para um Crime” conta uma história de estupro e assassinato, que policiais homens pouco se esforçam para investigar, fazendo a mãe da vítima tomar uma atitude radical. Além de Melhor Filme de Drama, venceu os troféus de Melhor Roteiro (escrito pelo diretor Martin McDonaugh), Atriz (Frances McDormand) e Ator Coadjuvante (Sam Rockwell).

“Big Little Lies” segue linha paralela, ao denunciar abusos e violência doméstica. Junto do Globo de Ouro de Melhor Série Limitada, venceu os troféus de Atriz (Nicole Kidman), Ator (Alexander Skarsgard) e Atriz Coadjuvante (Laura Dern) de Série Limitada.

Entre as séries de drama e comédia, as mais premiadas também destacaram temática feminista. A sci-fi “The Handmaid’s Tale”, sobre um futuro distópico em que as mulheres perdem seus direitos, venceu como Melhor Série e Atriz de Drama (Elisabeth Moss), enquanto “The Marvelous Mrs. Maisel”, em que uma mulher troca a vida doméstica pelo sucesso como comediante nos anos 1950, levou os prêmios de Melhor Série e Atriz de Comédia (Rachel Brosnahan).

Diante deste zeitgeist inescapável, destoaram o fato de a presidente da Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood, responsável pela premiação, ser a única a subir ao palco com vestido colorido – vermelho! – e os comentários de Natalie Portman e Barbra Streissand sobre a ausência de mulheres na disputa dos prêmios de direção. Em toda a história do Globo de Ouro, Streissand foi única a vencer como cineasta. E este ano os indicados foram todos “diretores homens”, como fez questão de ressaltar Portman, ao apresentar o prêmio ao vencedor, Guillermo del Toro, por “A Forma da Água”.

Entretanto, o vencedor da categoria de Melhor Filme de Comédia, “Lady Bird”, foi escrito e dirigido por uma mulher, a atriz Greta Gerwig. “Lady Bird” também rendeu o prêmio de Melhor Atriz de Comédia para Saoirse Ronan, e consagrou-se, com seus dois troféus, como o segundo filme mais premiado da noite, num empate com “A Forma da Água”.

Outros troféus importantes incluem o de Melhor Ator de Comédia para James Franco (“O Artista do Desastre”), Melhor Ator de Drama para Gary Oldman (“O Destino de uma Nação”), Melhor Filme Estrangeiro para o alemão “Em Pedaços” e Melhor Animação para “Viva – A Vida É uma Festa”. Confira abaixo a lista completa da premiação.

Vencedores do Globo de Ouro 2018

TELEVISÃO

Melhor Série – Drama
“The Handmaid’s Tale”

Melhor Série – Comédia/Musical
“The Marvelous Mrs. Maisel”

Melhor Série Limitada/Telefilme
“Big Little Lies”

Melhor Ator – Drama
Sterling K. Brown (“This Is Us”)

Melhor Atriz – Drama
Elisabeth Moss (“The Handmaid’s Tale”)

Melhor Ator – Comédia/Musical
Aziz Ansari (“Master of None”)

Melhor Atriz – Comédia/Musical
Rachel Brosnahan (“The Marvelous Mrs. Maisel”)

Melhor Ator – Série Limitada/Telefilme
Ewan McGregor (“Fargo”)

Melhor Atriz – Série Limitada/Telefilme
Nicole Kidman (“Big Little Lies”)

Melhor Ator Coadjuvante – Série/Série Limitada/Telefilme
Alexander Skarsgard (“Big Little Lies”)

Melhor Atriz Coadjuvante – Série/Série Limitada/Telefilme
Laura Dern (“Big Little Lies”)

 

CINEMA

Melhor Filme – Drama
“Três Anúncios para um Crime”

Melhor Filme – Comédia/Musical
“Lady Bird – A Hora de Voar”

Melhor Diretor
Guillermo del Toro (“A Forma da Água”)

Melhor Ator – Drama
Gary Oldman (“O Destino de uma Nação”)

Melhor Atriz – Drama
Frances McDormand (“Três Anúncios Para um Crime”)

Melhor Ator – Comédia/Musical
James Franco (“Artista do Desastre”)

Melhor Atriz – Comédia/Musical
Saoirse Ronan (“Lady Bird”)

Melhor Ator Coadjuvante
Sam Rockwell (“Três Anúncios Para um Crime”)

Melhor Atriz Coadjuvante
Allison Janney (“Eu, Tonya”)

Melhor Filme de Animação
“Viva – A Vida é uma Festa”

Melhor Filme Estrangeiro
“Em Pedaços” (Alemanha)

Melhor Roteiro
Martin McDonaugh (“Três Anúncios para um Crime”)

Melhor Trilha Sonora Original
Alexandre Desplat (“A Forma da Água”)

Melhor Canção Original
“Remember Me”, Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez (“Viva – A Vida é uma Festa”)

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings