Mark Strong negocia papel do vilão Dr. Silvana no filme Shazam!

 

O ator Mark Strong pode estrelar sua terceira franquia de quadrinhos. Segundo o site The Hollywood Reporter, ele negocia interpretar o vilão Doutor Silvana no filme “Shazam!”, que definiu o ator Zachary Levi (série “Chuck”) como o herói do título.

Strong já viveu um vilão tradicional da DC Comics: Sinestro, em “Lanterna Verde” (2011). Além disso, estrelou os dois filmes baseados em “Kingsman”, de Mark Millar. Como a Warner deixou passar a chance de escalá-lo como Lex Luthor, ele pode interpretar o segundo vilão careca mais famoso da Era de Ouro dos quadrinhos.

A semelhança entre Silvana e Luthor é mais que evidente. Ambos são cientistas loucos carecas, que usam a obsessão por destruir os super-heróis voadores e invulneráveis de seus universos para criar invenções perigosas e colocar o mundo em risco. De fato, a própria DC usou essa similaridade em seu processo de plágio contra a Fawcett Comics, que lançou o então Capitão Marvel (hoje Shazam!) nos anos 1940. Recorrendo na justiça por mais de uma década, a DC se aproveitou do endividamento da Fawcett para adquirir seus personagens – e após relançar o Capitão Marvel como Shazam! nos anos 1970, até o incluiu na Liga da Justiça.

O roteiro de “Shazam!” está sendo escrito por Darren Lemke (“Goosebumps: Monstros e Arrepios”), Henry Gayden (“Terra para Echo”) e Geoff Johns (cocriador da série “The Flash”), mas a direção é de um especialista em terror: David F. Sandberg (“Quandos as Luzes se Apagam” e “Annabelle 2: A Criação do Mal”).

O filme não deve trazer participação do astro Dwayne Johnson (“Velozes e Furiosos 8”), escalado há vários anos para viver o vilão Adão Negro, o segundo principal antagonista de Shazam!. Johnson deve estrelar só o spin-off de seu personagem.

“Shazam!” é o terceiro filme na fila de estreia dos heróis da DC, após “Liga da Justiça”, que chega aos cinemas já em novembro, e “Aquaman”, previsto para dezembro de 2018. As filmagens vão começar em fevereiro em Toronto, no Canadá, com uma estimativa de lançamento para abril de 2019.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings