Tempestade: Planeta em Fúria é um desastre literal nas bilheterias da América do Norte



Maior estreia do fim de semana nos Estados Unidos e Canadá, o filme de desastre “Tempestade: Planeta em Fúria” teve um desempenho literalmente desastroso. O primeiro longa dirigido por Dean Devlin, roteirista de “Independence Day”, arrecadou apenas US$ 13,3M (milhões) no fim de semana, com exibição em 3,2 mil salas de cinema.

O valor não foi suficiente para vencer a comédia besteirol “Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween”, filme de Halloween de Tyler Perry, o Paulo Gustavo americano – que põe uma peruca e vira “Madea”, uma mãe que é uma peça. Lançado em quase mil salas a menos, o Halloween da Madea rendeu US$ 21,6M e se tornou o filme mais visto do fim de semana na América do Norte.

Além da grande diferença em suas distribuições, os dois filmes também têm orçamentos muito distantes. “Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween” custou só US$ 25 milhões, enquanto “Tempestade: Planeta em Fúria” foi orçado em US$ 120 milhões e vai dar um prejuízo considerável para o estúdio Warner Bros., apesar da performance um pouco melhor no exterior – rendeu US$ 62,9M no mundo inteiro. Se o público chinês não se entusiasmar no próximo fim de semana, será o maior fracasso da Warner no ano, após uma boa safra de blockbusters, liderada por “Mulher-Maravilha”, “Dunkirk”, “Kong: A Ilha da Caveira” e “Annabelle 2: A Criação do Mal”.

Ao menos, as duas estreias tiveram avaliação parelha da crítica: ambas foram consideradas podres. O lançamento com a força na peruca foi execrado com apenas 8% de aprovação, enquanto o do desastre anunciado ficou com 13%, após ter sido escondido da imprensa. Franquia com uma dúzia de títulos, os filmes de Madea são tão fracos que nem costumam ser lançados no Brasil.

A semana teve mais duas estreias amplas, que fracassaram de forma ainda mais impressionante, mas pelo menos uma agradou a crítica. O filme de bombeiros “Only the Brave”, estrelado por Josh Brolin, teve 90% de aprovação da imprensa norte-americana. Mas arrecadou apenas US$ 6M, abrindo em 5º lugar.

Já “Boneco de Neve” implodiu nas duas frentes, com 9% de aprovação no Rotten Tomatoes e apenas US$ 3,4M nas bilheterias. O fiasco é tão grande que o diretor Tomas Alfredson confessou não ter filmado o roteiro inteiro e tentado “dar um jeito” na edição. Mas não teve jeito. A culpa, segundo ele, foi do cronograma de filmagens. O lançamento foi agendado para dezembro no Brasil.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween
Fim de semana: US$ 21,6M
Total EUA: US$ 21,6M
Total Mundo: US$ 21,6M

2. Tempestade – Planeta em Fúria
Fim de semana: US$ 13,3M
Total EUA: US$ 13,3M
Total Mundo: US$ 62,9M


3. A Morte Te Dá Parabéns
Fim de semana: US$ 9,3M
Total EUA: US$ 40,6M
Total Mundo: US$ 53,5M

4. Blade Runner 2049
Fim de semana: US$ 7,1M
Total EUA: US$ 74M
Total Mundo: US$ 194,1M

5. Only the Brave
Fim de semana: US$ 6M
Total EUA: US$ 6M
Total Mundo: US$ 6M

6. O Estrangeiro
Fim de semana: US$ 5,4M
Total EUA: US$ 22,8M
Total Mundo: US$ 111,2M

7. It: A Coisa
Fim de semana: US$ 3,5M
Total EUA: US$ 320,2M
Total Mundo: US$ 651,6M

8. Boneco de Neve
Fim de semana: US$ 3,4M
Total EUA: US$ 3,4M
Total Mundo: US$ 22,6M

9. Feito-na-América
Fim de semana: US$ 3,1M
Total EUA: US$ 45,5M
Total Mundo: US$ 121,3M

10. Kingsman: O Circulo Dourado
Fim de semana: US$ 3M
Total EUA: US$ 94,M
Total Mundo: US$ 344,8M



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings