Primeiro trailer de Os Novos Mutantes assume aparência de filme de terror

A Fox divulgou o primeiro trailer de “Os Novos Mutantes”, em versões legendada e dublada em português. A prévia confirma o que havia adiantado o diretor Josh Boone (“A Culpa É das Estrelas”): o clima é de filme de terror. “Não haverá uniformes. Não haverá supervilões. Nós estamos tentando fazer algo muito muito diferente. Estamos fazendo um filme de horror dentro do universo X-Men”, ele disse em entrevista à revista Entertainment Weekly.

A opção é curiosa, pois se consegue se diferenciar dos outros filmes de mutantes da Fox, por outro lado as imagens materializadas no vídeo são indistinguíveis de inúmeras produções de terror genéricas, em que um hospital se revela ambiente amaldiçoado – “Aterrorizada”, “A Cura”, etc – ou que uma entidade transforma a realidade em pesadelo – “A Hora do Pesadelo” e até a série “Legion”, que é de mutantes da Fox. Além disso, os protagonistas parecem adolescentes comuns, vítimas de uma assombração, e não super-heróis da Marvel.

Feita a ressalva, há indicações de que a trama segue sim uma história clássica dos Novos Mutantes, envolvendo uma criatura chamada Urso Místico, que se alimenta de pesadelos. Nos quadrinhos, ele assombra Danielle Moonstar, a Miragem, vivida no filme por Blu Hunt (a vilã Hollow em “The Originals”).

Os demais integrantes do elenco são Maisie Williams (a Arya Stark, de “Game of Thrones”) como Lupina, Charlie Heaton (série “Stranger Things”) como Míssil, Anya Taylor-Joy (“Fragmentado”) como Magia (a irmã do X-Men Colossus), o brasileiro Henry Zaga (de “13 Reasons Why”) como o Mancha Solar e a também brasileira Alice Braga (série “Queen of the South”), creditada como a médica mutante Dra. Cecilia Reyes.

É ela, por sinal, quem domina a prévia com sua voz. Mas só na versão legendada. Não é a voz de Alice Braga que se ouve, quando a personagem fala na versão dublada em português.

A estreia está prevista para abril de 2018.

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings