Filmes de Sofia Coppola, Todd Haynes e Michael Haneke disputarão a Palma de Ouro em Cannes

A organização do 70º Festival de Cannes divulgou sua programação completa, que inclui os filmes que competirão pela Palma de Ouro, a relação da mostra Um Certo Olhar e as sessões especiais do evento.

Ao todo, 18 filmes foram selecionados para a mostra competitiva, a mais celebrada do cinema internacional.

Os críticos americanos esperavam ver “Dunkirk”, o filme de guerra de Christopher Nolan, incluído na programação. Mas nenhuma produção de grande estúdio de Hollywood foi selecionada.

O cinema americano apareceu representado na disputa da Palma de Ouro com quatro produções indies, mesma quantidade de produções francesas. A Coreia do Sul foi prestigiada com dois títulos, o Japão com um filme e os demais países da seleção são todos europeus. Nenhuma produção latina foi incluído na competição, que será julgada por um comitê presidido pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar (“Julieta”).

Entre os diretores que tentarão a Palma de Ouro, apenas o austríaco Michael Haneke já foi premiado. E ele venceu duas vezes: por “A Fita Branca” (2009) e “Amor” (2012). Seu novo filme é “Happy End”, sobre a crise dos refugiados na Europa, em que volta a trabalhar com Isabelle Huppert após “Amor”.

Apenas três filmes são dirigidos por mulheres, mesmo número da seleção do ano passado. A lista inclui a americana Sofia Coppola, a japonesa Naomi Kawase e a britânica Lynne Ramsay.

Dentre os astros, os mais valorizados foram Nicole Kidman e Colin Farrell. Eles coestrelam dois dos filmes selecionados. O que gera mais expectativa é o western feminista “The Beguiled”, de Sofia Coppola, remake de “O Estranho que Nós Amamos” (1971). O filme se passa numa escola para moças do Sul dos EUA durante a Guerra Civil e acompanha o que acontece quando um soldado ianque ferido (Farrell) é encontrado e tratado pelas adolescentes (entre elas, Elle Fanning) e suas professoras (Kidman incluída). A produção já teve um trailer divulgado (veja aqui).

O segundo filme da parceria é “The Killing of a Sacred Deer”, do grego Yorgos Lanthimos, e marca um reencontro entre Farrell e o diretor, após o sucesso de “O Lagosta” (2015).

Kidman, porém, supera Farrell em destaque e reencontros, ao aparecer em mais duas produções programadas fora de competição, nas quais volta a trabalhar com diretores importantes de sua carreira. Ela será vista nas premières da sci-fi “How to Talk to Girls at Parties”, adaptação de Neil Gaiman (“Deuses Americanos”) com direção de John Cameron Mitchell (“Reencontrando a Felicidade”), e na 2ª temporada de “Top of the Lake”, da australiana Jane Campion (“Retratos de Uma Mulher”), que terá uma sessão especial no evento francês.

A presença mais inusitada deve ficar por conta de Adam Sandler. O comediante da Netflix, que conseguiu a façanha de estrelar e produzir um filme com 0% de aprovação no Rotten Tomatoes, protagoniza “The Meyerowitz Stories”, do cineasta indie Noah Baumbach, ao lado de Emma Thompson e Ben Stiller.

A Netflix, por sinal, está representada pela produção de “Okja”, um filme de monstro do sul-coreano Bong Joon-Ho (“Expresso do Amanhã”).

A lista americana tem ainda “Wonderstruck”, novo filme feminino de Todd Haynes (“Carol”), que junta Julianne Moore e Michelle Williams, e “Good Time”, dos irmãos Ben e Joshua Safdie (“Amor, Drogas e Nova York”), estrelado por Jennifer Jason Leigh e Robert Pattinson.

Outros destaques incluem “You Were Never Really Here”, de Lynne Ramsay (“Precisamos Falar Sobre o Kevin”), em que Joaquin Phoenix luta contra o tráfico sexual, e o retorno de cineastas sempre apreciados no circuito dos festivais, como Sergei Loznitsa (“Na Neblina”), Hong Sangsoo (“A Visitante Francesa”), Fatih Akin (“Soul Kitchen”), Andrey Zvyagintsev (“Leviatã”) e Kornél Mandruczó (“White Dog”).

Não há iniciantes. São todos nomes de peso. E é por isso que a seleção francesa parece a mais caprichada dos últimos anos, com a inclusão de cineastas bastante expressivos. A lista da casa traz “L’Amant Double”, do sempre excelente François Ozon (“Dentro da Casa”), “Le Redoutable”, o filme sobre Godard de Michel Hazanavicius (“O Artista”), “Rodin”, a cinebiografia do mestre da escultura com direção de Jacques Doillon (“O Casamento a Três”), e “120 Battements par Minute”, de Robin Campillo, responsável por “Eles Voltaram” (2004), que deu origem à série “Les Revenants”.

Vale observar que a série “Twin Peaks”, o primeiro curta dirigido por Kristen Stewart e o último filme de Abbas Kiarostami ganharão sessões especiais durante o festival.

Além destes filmes, outros poderão ser acrescentados nas próximas semanas, completando a programação.

Confira abaixo a lista completa dos filmes divulgados para o Festival de Cannes de 2017, que vai acontecer de 17 a 28 de maio na Riviera francesa.

Programação do Festival de Cannes 2017

Mostra Competitiva

“Loveless”, de Andrey Zvyagintsev
“Good Time”, de Benny Safdie e Josh Safdie
“L’Amant Double”, de François Ozon
“Jupiter’s Moon”, de Kornél Mandruczo
“A gentle Creature”, de Sergei Loznitsa
“The Killing of a Sacred Deer”, de Yorgos Lanthimos
“Radiance”, de Naomi Kawase
“Le Jour d’Après”, de Hong Sangsoo
“Le Redoutable”, de Michel Hazanavicius
“Wonderstruck”, de Todd Haynes
“Happy End”, de Michael Haneke
“Rodin”, de Jacques Doillon
“The Beguiled”, de Sofia Coppola
“120 Battements par Minute”, de Robin Campillo
“Okja”, de Bong Joon-Ho
“In the Fade”, de Fatih Akin
“The Meyerowitz Stories”, de Noah Baumbach

Fora de Competição

“How to Talk to Girls at Parties”, de John Cameron Mitchell
“Visages, Villages”, de Agnes Varda & JR
“Mugen Non Junin” (Blade of the Immortal), de Takashi Miike

Mostra Um Certo Olhar

“Barbara”, de Mathieu Amalric
“A Novia Del Desierto” (The Desert Bride), de Cecilia Atan & Valeria Pivato
“Tesnota” (Closeness), de Kantemir Balagov
“Aala Kaf Ifrit” (Beauty and The Dogs), de Kaouther Ben Hania
“L’Atelier”, de Laurent Cantet
“Fortunata” (Lucky), de Sergio Castellito
“Las Hijas de Abril” (April’s Daughter), de Michel Franco
“Western”, de Valeska Grisebach
“Posoki” (Directions), de Stephan Komandarev
“Out”, de Gyorgy Kristof
“Sanpo Suru Shinryakusha” (Before We Vanish), de Kiyoshi Kurosawa
“En Attendant Les Hirondelles” (The Nature of Time), de Karim Moussaoui
“Lerd” (Dregs), de Mohammad Rasoulof
“Jeune Femme”, de Leonor Serrraille
“Wind River”, de Taylor Sheridan
“Apres La Guerre” (After the War), de Annarita Zambrano

Sessões Especiais

“Claire’s Camera”, de Hong Sangsoo
“12 Jours”, de Raymond Depardon
“They”, de Anahita Ghazvinizadeh
“Promised Land”, de Eugene Jarecki
“Napalm”, de Claude Lanzmann
“Demons in Paradise”, de Jude Ratman
“Sea Sorrow”, de Vanessa Redgrave
“An Inconvenient Sequel”, de Bonni Cohen e Jon Shenk

Sessões da Meia-Noite

“The Villainess”, de Jung Byung-Gil
“The Merciless”, de Byun Sung-Hyun
“Prayer Before Dawn”, de Jean-Stephane Sauvaire

Sessão de Realidade Virtual

Carne y Arena”, de Alejandro G. Inarritu

Eventos do 70 Aniversário

“Top of the Lake: China Girl”, de Jane Campion & Ariel Kleiman
“24 Frames”, de Abbas Kiarostami
“Twin Peaks”, de David Lynch
“Come Swim”, de Kristen Stewart