Vídeo denuncia maus-tratos e inspira boicote a Quatro Vidas de um Cachorro

 

Um vídeo dos bastidores do filme “Quatro Vidas de um Cachorro”, obtido pelo site TMZ, gerou protestos de ativistas e inspira um boicote por causa de supostos maus tratos sofrido por um dos cachorros durante as filmagens.

As imagens, feitas em novembro de 2015 no Canadá, mostram um adestrador forçando um pastor alemão a entrar em um tanque com águas turbulentas. Mesmo assustado e se recusando a entrar na água, o cão, chamado Hercules, parece ser empurrado pelo homem dentro do reservatório. Após um corte, outra imagem mostra que ele submerge e não se sabe se ele sobreviveu.

A ONG Peta (People for the Ethical Treatment of Animals), entidade que defende tratamento ético aos animais, pediu boicote ao filme. “A Peta pede que os amantes de cachorros boicotem o filme para que seja enviada a mensagem de que os animais devem receber tratamento humanitário”.

“Quatro Vidas de Um Cachorro” tem estreia marcada para a próxima quinta-feira (26/1) no Brasil e no dia seguinte nos EUA. Sua história acompanha diversas reencarnações do mesmo cachorro, que a cada retorno à terra volta como uma raça diferente, até conseguir reencontrar seu primeiro dono, muitos anos mais tarde. Enquanto vive suas diferentes vidas, o animal pondera metafisicamente qual o sentido de sua existência.

O trailer (que pode ser visto aqui) é todo fofo, mas o vídeo do TMZ oferece uma resposta materialista para sua angústia religiosa. O propósito do cachorro do filme é sofrer para Hollywood faturar com a bilheteria. Veja abaixo.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings