Diretor de Syriana vai filmar a adaptação do game The Division

 

O cineasta Stephen Gaghan foi oficialmente escalado para escrever e dirigir a adaptação do game “The Division”, da Ubisoft. Será mais uma tentativa de Hollywood de lançar um filme baseado em game sem perder dinheiro. Neste jogo, o prejuízo tem vencido todas as esperanças.

“Estou animado para trabalhar com a Ubisoft Motion Pictures e colaborar com sua equipe na Massive Entertainment para trazer ‘The Division’ para as telas do cinema. Eles são ótimos, excepcionalmente criativos e dispostos a assumir riscos”, disse Gaghan, em comunicado.

O jogo, que saiu no ano passado, rendeu mais de US$ 330 milhões em vendas em menos de cinco dias, impressionando o mercado e, claro, Hollywood. A trama acompanha a ação de um agente da SHD (Strategic Homeland Division) em uma Nova York pós-apocalítica após uma pandemia de varíola dizimar a população. O protagonista precisa ajudar a reconstruir as operações da agência em Manhattan, combater o crime e investigar a origem do surto.

O papel principal será vivido pelo ator Jake Gyllenhaal (“Evereste”), que também vai assinar a produção.

Mas a escolha de Stephen Gaghan para comandar a adaptação não deixa de ser curiosa. Claro, Gaghan é conhecido da indústria dos games, tendo escrito o roteiro de “Call of Duty: Ghosts” (2013). Mas sua trajetória cinematográfica dos últimos anos é um hiato de mais de uma década.

Depois de vencer o Oscar de Melhor Roteiro por “Traffic” (2000), ele se lançou como diretor e voltou a despontar com “Syriana – A Indústria do Petróleo” (2005), que gerou nova indicação ao prêmio da Academia. Mas, desde então, foram mais de dez anos longe de Hollywood. Ele só veio a dirigir outro longa-metragem no ano passado: “Ouro”, estrelado por Matthew McConaughey, que estreia em maio no Brasil.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings