Filmes do Festival de Cannes dominam lista dos indicados ao “Oscar do cinema europeu”


A Academia Europeia de Cinema divulgou os candidatos da sua premiação, os European Film Awards.

Considerado o Oscar do cinema europeu, a lista privilegia a programação do Festival de Cannes, destacando o vencedor da Palma de Ouro “I, Daniel Blake”, de Ken Loach, e alguns dos filmes mais comentados do evento, como “Elle”, de Paul Verhoeven, “Julieta”, de Pedro Almodóvar, “Graduation”, de Cristian Mungiu, e “Toni Erdmann”, de Maren Ade. O britânico “O Quarto de Jack”, de Lenny Abrahamson, premiado no Oscar 2016, também está na lista.

O alemão “Toni Erdmann” lidera em indicações, disputando cinco categorias: Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz e Roteiro. Entre os atores, o favoritismo sempre é de Isabelle Huppert, desta vez pelo desempenho em “Elle”, e há a presença de um astro popular, Hugh Grant, por “Florence – Quem é Essa Mulher?”.

A cerimônia de premiação do European Film Awards será realizada este ano em 10 de dezembro, na cidade de Wroclaw, na Polônia.

Indicados ao European Film Awards 2016

MELHOR FILME
“Elle” (França)
“I, Daniel Blake” (Inglaterra)
“Julieta” (Espanha)
“O Quarto de Jack” (Reino Unido)
“Toni Erdmann” (Alemanha)

MELHOR DIREÇÃO
Paul Verhoeven, por “Elle”
Cristian Mungiu, por “Graduation”
Ken Loach, por “I, Daniel Blake”
Pedro Almodóvar, por “Julieta”
Maren Ade, por “Toni Erdmann”

MELHOR ATOR
Rolf Lassgård, por “A Man Called Ove”
Hugh Grant, por “Florence – Quem é Essa Mulher?”
Dave Johns, por “I, Daniel Blake”
Burghart Klaußner, por “The People vs. Fritz Bauer”
Peter Simonischek, por “Toni Erdmann”
Javier Cámara, por “Truman”


MELHOR ATRIZ
Isabelle Huppert, por “Elle”
Emma Suárez e Adriana Ugarte, por “Julieta”
Valeria Bruni Tedeschi, por “Like Crazy”
Trine Dyrholm, por “A Comunidade”
Sandra Hüller, por “Toni Erdmann”

MELHOR ROTEIRO
Cristian Mungiu, por “Graduation”
Paul Laverty, por “I, Daniel Blake”
Emma Donoghue, por “O Quarto de Jack”
Maren Ade, por “Toni Erdmann”
Tomasz Wasilewski, por “United States of Love”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
“The Land Of The Enlightened” (Holanda)
“21 X New York” (Polônia)
“Mr. Gaga,” ( Israel, Suécia, Alemanha, Holanda)
“S is for Stanley – 30 Years At The Wheel For Stanley Kubrick,” (Itália)
“A Family Affair,” (Bélgica)
“Fogo no Mar,” (Itália, França)

MELHOR ANIMAÇÃO
“My Life as a Zucchini” (França, Suíça)
“Psiconautas, the forgotten children” (Espanha)
“The Red Turtle” (França, Bélgica)
“A Man Called Ove” (Suécia, Noruega)
“Look Who’s Back” (Alemanha)
“La Vache” (França)

MELHOR REVELAÇÃO
“Dogs”, de Bogdan Mirica (França, Romênia, Bulgária, Catar)
“Liebmann”, de Jules Herrmann (Alemanha)
“Sand Storm”, de Elite Zexer (Israel)
“The Happiest Day in the Life of Olli Mäki”, de Juho Kuosmanen (Finlândia, Suécia, Alemanha)
“Thirst”, deSvetla Tsotsorkova (Bulgária)

MELHOR COMÉDIA
“A Man Called Ove” (Suécia, Noruega)
“Look Who’s Back” (Alemanha)
“One Man and His Cow” (França)

MELHOR CURTA
“The Wall”
“Edmond”
“The Goodbye”
“90 Degrees North”
“We All Love The Sea Shore”
“In The Distance”
“A Man Returned”
“Small Talk”
“I’m Not From Here”
“Home”
“The Fullness Of Time (Romance)”
“Limbo”
“Amalimbo”
“9 Days – From My Window In Aleppo”



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings