Christoph Waltz negocia estrelar a adaptação do mangá Battle Angel Alita

O ator austríaco Christoph Waltz está negociando estrelar a adaptação americana do mangá “Battle Angel Alita”, que será dirigida por Robert Rodriguez (“Machete”).

Segundo o site The Hollywood Reporter, o malvado de “007 Contra Spectre” e “A Lenda de Tarzan”, pode viver o principal papel masculino da trama, o Dr Daisuke Ido, um cientista cibernético que resgata o corpo semidestruído da robótica Alita de um lixão. Após recuperá-la, ele descobre que, mesmo sem memórias, ela demonstra ser uma expert em artes marciais, e epassa treiná-la para virar uma caçadora de recompensas.

O personagem terá um nome americanizado na adaptação, Dyson Ido, o que deverá, novamente, gerar reclamações dos fãs da obra original. Não bastasse a reação à escalação de Scarlett Johanson como Motoko Kusanagi, na versão americana de “Ghost in the Shell”, Hollywood já corre para demonstrar que adora cair na mesma cilada, repetidamente.

Caso a negociação seja bem sucedida, Waltz vai se juntar à atriz Rosa Salazar (“Maze Runner: Prova de Fogo”), que viverá o papel-título. Claro que se trata de outra intérprete não japonesa.

A escolha da atriz é ainda mais inusitada pois, apesar da aparência juvenil, ela já tem 30 anos, enquanto a personagem é uma ciborgue adolescente. Como o desenvolvimento desse projeto se arrasta há anos, sabe-se lá o que isso pode representar caso o filme vire franquia. De todo modo, a escalação confirma a preferência de Rodriguez em trabalhar com atores latinos.

Criada por Yukito Kishiro em 1990, a trama de “Battle Angel Alita” foi adaptada pelo cineasta James Cameron (“Avatar”), que escreveu a primeira versão do roteiro na década passada. Ele próprio pretendia dirigir o filme, mas perdeu o ímpeto ao mergulhar na megalomania das sequências de “Avatar”, até hoje em processo interminável de desenvolvimento.

Cameron também vai produzir o filme, que acabou ganhando um título ligeiramente diferente do mangá original: “Alita: Battle Angel”.

As filmagens serão financiadas pelo estúdio 20th Century Fox, com orçamento típico de filme de Cameron (entre US$ 175 e 200 milhões), mas ainda vão demorar muito para começarem. O início da produção está marcado apenas para 2017 e o longa recebeu previsão de lançamento para o dia 20 de julho de 2018.