Como Eu Era Antes de Você surpreende e Tartarugas Ninja fracassa no Brasil



As expectativas se inverteram. Com cena filmada na Foz do Iguaçu, participação da top model Alessandra Ambrosio e direção de fotografia de Lula Carvalho, o mais brasileiro dos candidatos a blockbusters de 2016 fracassou nas bilheterias do país. Maior lançamento dos cinemas na quinta passada (16/6), “As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras” abriu apenas em 3º lugar no fim de semana, com R$ 5,7 milhões de bilheteria e um público de 348 mil espectadores.

Ficou atrás de “Invocação do Mal 2”, que caiu para o 2º lugar em sua segunda semana de exibição, e o melodrama “Como Eu Era Antes de Você”, que liderou as bilheterias nacionais em sua estreia. De forma surpreendente, a adaptação do romance de Jojo Moyes somou R$ 11 milhões de bilheteria e levou 736 mil pessoas aos cinemas em seus quatro primeiros dias.



A surpresa se deve ao desempenho de “Como Eu Era Antes de Você” em outros países. O filme abriu apenas em 3º lugar nos EUA e no Reino Unido, seus principais mercados.

Mesmo assim, o público brasileiro têm histórico de suscetibilidade ao subgênero do romance de doença, atestado pelo sucesso nacional de “A Culpa É das Estrelas”, maior bilheteria do país em 2014, que nem sequer figurou no Top 10 mundial – foi apenas a 25ª bilheteria do ano nos EUA.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings