John Krasinski vai estrelar série do agente secreto Jack Ryan

O ator John Krasinski vai voltar a estrelar uma série, três anos após o final de “The Office”. Ele interpretará a nova versão do agente secreto Jack Ryan, que já rendeu cinco filmes, numa atração desenvolvida pelo roteirista-produtor Carlton Cuse (“Lost”, “Bates Motel”) para o serviço de streaming Amazon. A informação é do site Deadline.

A série não será uma adaptação literal dos livros de Clancy, como foram os primeiros filmes, mas uma nova versão contemporânea do personagem, utilizando os romances como fonte. Embora não seja um recruta iniciante como no longa mais recente, “Operação Sombra – Jack Ryan” (2014), ele vai aparecer como um analista da CIA, cujo trabalho brilhante acaba levando-o para sua primeira missão de campo, em pleno Oriente Médio.

O projeto foi uma iniciativa da Paramount, estúdio responsável pelos filmes, que buscou Michael Bay para monetizar seu catálogo de propriedades. Cuse, que é fã assumido do personagem, entrou a bordo a convite de Bay.

Nos romances, Ryan começou como um corretor de investimentos da bolsa de valores, antes de assumir uma posição na Academia Naval dos EUA e posteriormente ingressar na CIA, subindo na carreira até virar diretor-adjunto e, eventualmente, tornar-se Presidente da Estados Unidos.

Ao contrário de outros heróis literários, que se tornaram bastante identificados com seus intérpretes de cinema, Jack Ryan já foi vivido por quatro atores diferentes em cinco filmes. O único a repetir o papel foi Harrison Ford nos anos 1990.

A história do agente Jack Ryan no cinema começou em 1990 com o longa “Caçada ao Outubro Vermelho”, que tinha Alec Baldwin no papel principal. Depois vieram “Jogos Patríoticos” (1992) e “Perigo Real e Imediato” (1994) com Harrison Ford como protagonista. A franquia tentou um primeiro reboot com Ben Affleck em “A Soma de Todos os Medos” (2002) e uma nova tentativa de recomeço com Chris Pine em “Operação Sombra – Jack Ryan” (2014), o que acabou rendendo um rejuvenescimento contínuo do personagem, que viveu suas aventuras praticamente em ordem decrescente.

Essas mudanças constantes acabam por facilitar a reintrodução do personagem na série, pois a franquia não conseguiu fixar um ator no papel.

Segundo o Deadline, Krasinski foi a principal escolha de Cuse para viver Jack Ryan desde que o projeto começou a ser desenvolvido. A série também marcará um reencontro entre Krasinski e Bay, que o dirigiu no thriller de ação militar “13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi”.

O roteiro do piloto já está pronto, escrito por Cuse em parceria com Graham Roland (“Lost”, “Fringe”), e as gravações devem começar em breve.

A série de “Jack Ryan”, por sinal, seguirá um modelo diferente do mais utilizado até o momento pela Amazon. Assim como fez com Woody Allen, o serviço de streaming encomendou a série sem ver o piloto, baseando-se apenas nos nomes envolvidos. Isto sinaliza uma nova tendência do Amazon, que até então condicionava a produção de uma série à aprovação de seu piloto pelo público, via disponibilização gratuita na internet.