Dublê que morreu no set de Deadpool 2 participava de seu primeiro filme

Dublê que morreu no set de Deadpool 2 participava de seu primeiro filme

 

A dublê que morreu na segunda-feira (14/8) durante a filmagem de uma cena de “Deadpool 2” foi identificada pela Aliança Canadense de Artistas de Cinema como Joi “SJ” Harris, primeira mulher negra a se tornar profissional de motociclismo de estrada nos Estados Unidos. Segundo o site Deadline, ela participava de sua primeira produção cinematográfica como dublê.

Testemunhas do acidente afirmaram que ela vestia a roupa da personagem Domino, interpretada por Zazie Beetz (“Atlanta”) e não usava um capacete no momento. Isto acabou contribuindo para sua morte.

Segundo o Deadline, Harris perdeu o controle de sua moto, que acelerou no momento em que devia frear em uma esquina, e colidiu com uma janela de vidro. Uma fonte afirma que ela tinha ensaiado a cena durante o dia inteiro no sábado (12/8).

Ryan Reynolds, que interpreta o personagem-título da produção, lamentou a morte em sua conta no Twitter. “Estamos com os corações partidos, chocados e devastados”, escreveu o ator.

Em nota oficial, o diretor David Leitch (“Atômica”) afirmou que “não há palavras para descrever como eu e o resto da equipe de ‘Deadpool 2’ nos sentimos com essa tragédia. Nossos pensamentos estão com sua família, amigos e entes queridos neste momento difícil”.

A produção encontra-se interrompida.

A morte de Harris foi o segundo acidente fatal envolvendo um dublê em pouco mais de um mês. No dia 13 de julho, John Bernecker morreu enquanto participava da gravação de uma cena da série “The Walking Dead”. Além disso, o astro Tom Cruise, que costuma dispensar dublês para filmar cenas de ação, sofreu um acidente no fim de semana, no set de “Missão Impossível 6”.

Outros acidentes recentes nos bastidores de produções cinematográficas incluem a mutilação da dublê Olivia Jackson, enquanto filmava “Resident Evil: O Capítulo Final”, e as costelas quebradas de Dylan O’Brian nas filmagens de “Maze Runner: A Cura Mortal”.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.