Instagram/Thiago Gagliasso

Thiago Gagliasso é condenado por divulgar fake news

O irmão bolsonarista do ator Bruno Gagliasso, Thiago Gagliasso (“Os Mutantes”), foi condenado pela Justiça por divulgar fake news. Segundo informou o jornal O Globo, o ex-participante de “A Fazenda” terá que pagar R$ 10 mil a Adriana Santana de Araújo Rodrigues, mãe de um dos jovens assassinados na chacina do Jacarezinho em maio do ano passado.

Ela processou Gagliasso depois que ele postou em suas redes sociais o vídeo de uma mulher segurando um fuzil, afirmando ser a mãe de Marlon Santana de Araújo, filho real de Adriana, morto na ação policial. A postagem buscava criar uma narrativa de que os mortos seriam todos criminosos, assim como suas famílias.

A própria polícia disse que a mulher das imagens não era da mãe do jovem.

Em seu Instagram, Thiago ironizou a informação da condenação. “Bom dia pra quem acordou condenado e sequer foi notificado do processo! Hahaha tamo junto globolinda, obrigado pela divulgação, gostei do influencer hahahaha, prende o TGZinhoooooou! Lula livre, TGzinho preso”.

De acordo com o advogado João Tancredo, representante de Adriana, Thiago Gagliasso foi o sétimo bolsonarista condenado pelo mesmo crime. Além dele, o ex-senador Magno Malta, os deputados federais Capitão Alberto Neto e Luis Miranda, e os deputados estaduais Filippe Poubel, Gil Diniz e Delegada Sheila também foram condenados pela Justiça a indenizar Adriana pela divulgação das imagens falsas.

O blogueiro Allan dos Santos também foi processado, mas ainda não foi julgado porque está “foragido” nos EUA.

Apesar das condenações, o advogado reclamou do valor da pena. “É praticamente um estímulo para continuar mentindo”, disse João Tancredo.

Vale lembrar que bolsonaristas, como Thiago Gagliasso, gostam de postar fotos de si mesmos carregando armas. De forma paradoxal, ao contrário do estigma que tentaram criar para a família do rapaz assassinado, eles acreditam que essas imagens os retratam como gente de bem e representantes da “família brasileira”.