Instagram/Giovanna Grigio

Giovanna Grigio comemora fim das filmagens de “Perdida”, sua estreia como protagonista

Estrela da nova versão de “Rebelde” na Netflix, a atriz Giovanna Grigio terminou as filmagens de seu primeiro longa-metragem como protagonista. Num post publicado na terça (26/7), ela contou que o trabalho no filme “Perdida” foi intenso e a transformou.

“Ontem eu me despedi da Sofia, e tá sendo difícil resumir em palavras o que foi todo esse processo de ‘Perdida’. A Sofia veio pra minha vida pra me remexer toda por dentro e me transformar, e eu fui intensa como ela, abracei essa viagem maluca e posso dizer com a maior alegria do mundo que estou muito orgulhosa desse filme lindo que fizemos, e que me sinto VIVA! Mal posso esperar pra vocês possam conhecer ela também”.

Para marcar o fim das filmagens, ela postou vídeos de bastidores com o ator Bruno Montaleone, que chamou de “meu príncipe”. Ele também se manifestou, dizendo que seu personagem foi “o mais importante até agora na minha trajetória”.

Produção da Filmland Internacional em parceria com a plataforma Star+, o filme é baseado no livro homônimo de Carina Rissi, que homenageia os romances clássicos de Jane Austen, e conta a história de Sofia (Grigio), uma mulher moderna e independente que, de uma hora para a outra, é transportada para um mundo similar ao retratado em obras como “Orgulho e Preconceito” e “Emma” – isto é, em meio à aristocracia rural inglesa da virada do século 17 para o 18.

Acolhida pela família Clarke, ela se une ao jovem herdeiro Ian (Montaleone) para tentar encontrar uma forma de voltar para casa – se seu coração permitir.

Vale lembrar que “Perdida” é apenas o primeiro livro de uma série de 6 volumes, com mais de 700 mil cópias vendidas somente no Brasil.

A adaptação também conta com participações de Nathália Falcão (“Desalma”), Bia Arantes (“Órfãos da Terra”) e Luciana Paes (“Galeria Futuro”), e marca a estreia na direção de longas do casal Katherine Chediak Putnam (editora de “Tancredo: A Travessia”) e Dean W. Law (diretor australiano do curta “Inferno”).

A previsão de estreia é para 2023 nos cinemas brasileiros.