Divulgação/HBO

A Casa do Dragão: Prólogo de “Game of Thrones” terá 17 dragões diferentes

O prólogo de “Game of Thrones” não se chama de “A Casa do Dragão” à toa. Durante a Comic-Con Internacional, em San Diego, o criador Ryan J. Condal revelou que a série terá 17 dragões diferentes, cada um deles com suas características individuais.

“Era muito importante diferenciá-los não só no visual, mas em como eles se comportam e suas personalidades”, explicou o produtor. Apesar disso, nem todos os dragões vão aparecer na 1ª temporada da série.

Em termos de comparação, vale lembrar que Daenerys tinha três dragões em “Game of Thrones”, e foi capaz de destruir Porto Real com apenas um deles.

O escritor dos livros que inspiraram a franquia, George R. R. Martin, contou que já assistiu aos episódios de “A Casa do Dragão” e aprovou o resultado. “Esses livros e esses personagens são meus filhos, então estava um pouco nervoso no começo. Mas tive muita sorte, Ryan fez um ótimo trabalho”, garantiu.

A nova série acompanha a família Targaryen, o clã de Daenerys, 200 anos antes dos eventos de “Game of Thrones”, e se concentra na crise de sucessão do Rei Viserys (Paddy Considine, de “Peaky Blinders”).

A disputa se instala porque Viserys escolheu sua filha, a princesa Rhaenyra Targaryen (Emma D’Arcy, de “Truth Seekers”), como herdeira do Trono de Ferro. Apesar de preparada para reinar desde a infância, sua ascensão não é aceita por aqueles que preferem um homem no poder: o irmão do rei, o príncipe Daemon Targaryen, vivido por Matt Smith (“Doctor Who”).

A lista de personagens importantes na conspiração ainda destaca Rhys Ifans (“O Espetacular Homem-Aranha”) como o Mão do Rei (a segunda posição oficial mais poderosa nos Sete Reinos), Olivia Cooke (“Bates Motel”) como sua filha Alicent Hightower e Steve Toussaint (“It’s a Sin”) como Lord Corlys Velaryon, a Serpente do Mar.

Junto com o roteirista Ryan J. Condal (criador da série sci-fi “Colony”), a produção também conta com Miguel Sapochnik, que venceu um Emmy como diretor do famoso episódio da “Batalha dos Bastardos” de “Game of Thrones”. Ele assina a direção dos primeiros episódios da atração.