Divulgação/Warner Bros.

Site espalha que Amber Heard foi demitida de “Aquaman 2”

Desde o fim do julgamento do processo de Johnny Depp, rumores tem insistido que Amber Heard foi demitida de “Aquaman e o Reino Perdido”. Nesta terça (14/6), o site americano de celebridades Just Jared foi além.

Com citações de uma fonte não identificada da Warner Bros., o site afirmou que a atriz foi substituída após as primeiras exibições-testes do filme, e que a produção passará por refilmagens para retirá-la completamente das cenas.

A revista Variety decidiu checar a “notícia” e sua fonte da Warner negou tudo. Amber Heard continua no filme, embora seu papel tenha sido encurtado nas filmagens.

A publicação também buscou uma posição da atriz sobre os rumores de sua demissão. Em nota, um porta-voz de Heard afirmou: “Esse boato continua como era desde o primeiro dia: impreciso, insensível e um pouco insano”.

Amber Heard desempenhou o papel de Mera no primeiro “Aquaman” e em “Liga da Justiça”, além de ter gravado cenas extras para a “Liga da Justiça de Zack Snyder”.

Em 1º de junho, ela perdeu um processo de difamação aberto por Johnny Depp, após se dizer vítima de violência doméstica.

Com a impulsão de sites da extrema direita dos EUA, a opinião pública favoreceu fortemente Depp sobre Heard, tratando-o como um herói popular, ao mesmo tempo em que ela foi retratada como mentirosa ou pior em inúmeros memes e vídeos do TikTok.

A principal advogada da atriz, Elaine Charlson Bredhoft, disse ao programa “Today Show” que a reação do público “foi horrível. Foi muito, muito desigual”, acrescentando que o veredito que resultou dessa influência representou “um retrocesso significativo” para os direitos das mulheres.

“A menos que você pegue seu celular e filme seu cônjuge ou parceiro batendo em você, não acreditarão em você”, explicou.

A própria Amber Heard afirmou no mesmo programa, na segunda-feira (13/6), que se sente injustiçada por todo o ódio disparado contra ela.

“Mesmo aqueles que têm certeza de que eu mereço todo esse ódio e xingamentos, mesmo que pensem que estou mentindo, será que podem me olhar nos olhos e dizer que houve uma representação justa nas mídias sociais?”, disse. “Vocês não podem me dizer que acham que tudo aquilo foi justo”.