Divulgação/Court TV

Amber Heard não tem dinheiro para pagar Johnny Depp

A principal advogada de Amber Heard, Elaine Charlson Bredhoft, revelou que a atriz não tem como pagar os US$ 8,35 milhões (R$ 40,2 milhões) da indenização determinada no processo vencido por Johnny Depp.

O julgamento do processo por difamação que Depp moveu contra a ex-esposa se encerrou na quarta (1/6), quando o júri decidiu a favor do ator, mas considerou que ele também difamou a atriz.

Em entrevista ao programa “Today Show”, da rede americana NBC, Bredhoft revelou que Heard planeja apelar contra o veredito e que Amber “absolutamente não” possui o dinheiro pedido. Ela também disse que o veredito é uma “mensagem horrível”.

“É um retrocesso, um retrocesso significativo”, comentou. “A menos que você pegue seu celular e filme seu cônjuge ou parceiro batendo em você, não acreditarão em você”, acrescentou.

A advogada considerou que o júri do caso foi influenciado pela opinião pública, inclusive nas mídias sociais, apesar das ordens estritas da juíza para não lerem nada sobre o caso fora do tribunal.

“Não há como eles não terem sido influenciados. Foi horrível. Foi muito, muito desigual”, disse Bredhoft sobre o sentimento público contra Heard no caso. “Várias coisas foram permitidas neste tribunal que não deveriam ter sido permitidas e isso deixou o júri confuso”, acrescentou.

O tribunal considerou que Heard difamou Depp ao escrever um artigo para o jornal Washington Post em que afirmava ser sobrevivente de violência doméstica, mesmo sem citar o ator em seu texto. Segundo o júri, as afirmações da atriz no jornal foram maliciosas.

Com isso, no primeiro momento, Heard teria que indenizar Depp em US$ 10 milhões (cerca de R$ 47,9 milhões) em danos compensatórios e US$ 5 milhões (R$ 23,9 milhões) em danos punitivos. Entretanto, a juíza Penney Azcarate reduziu o valor, aceitando a indicação de US$ 10 milhões por danos e reduzindo os US$ 5 milhões de caráter punitivo para US$ 350 mil, de acordo com a lei do estado da Virginia, onde o julgamento aconteceu. O total ficou em US$ 10,35 milhões.

De forma paradoxal, o mesmo júri deu razão à atriz em sua acusação contra Depp — que disse que ela inventou sofrer violências. Com isso, Heard teria direito a receber do ator US$ 2 milhões (R$ 9,5 milhões).

Com isso, o total que ela deve a Depp como indenização é de US$ 8,35 milhões (R$ 40,2 milhões).

Heard compareceu ao tribunal acompanhada de seus advogados para tomar conhecimento da decisão, enquanto Depp, que manteve postura irônica durante todo o julgamento, preferiu viajar ao Reino Unido para cantar rock em shows de seu amigo Jeff Beck, sendo representado por seus advogados.

Veja abaixo a entrevista com a advogada da atriz.