Instagram/Phellipe Haagensen

Phellipe Haagensen é acusado de agressão e impedido de embarcar em voo

O ator e cantor Phellipe Haagensen (“Cidade dos Homens”) foi acusado de agressão à funcionários da Azul e impedido de embarcar num voo no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira (11/5). Segundo o jornal O Globo, agentes da Polícia Federal precisaram intervir para conter o artista no local.

A confusão começou após ele chegar atrasado, perder um voo para São Paulo e se recusar a pagar o valor de R$ 350 para ser realocado em outro avião.

“Ele perdeu o voo e depois não quis efetuar o pagamento que precisava ser feito”, relatou a funcionária Luciana Rosário, que diz ter sido agredida pelo ator.

Depois de reclamar muito, Phellipe perguntou para a funcionária se conseguiria embarcar no voo seguinte, enquanto também conversava com outra pessoa ao telefone, exclamando vários palavrões e xingamentos, de acordo com o relato.

“Nessa hora, ele disse então para alguém no celular: ‘Se a funcionária não conseguir me botar no próximo voo, eu volto aqui e pego no pescoço dela’. Foi aí que eu o interrompi: ‘Oi? Peraí, então você não vai mais embarcar nesse voo’. E começou uma confusão. Ele pegou meu telefone para quebrar o aparelho, puxou meu pulso, apertou meu punho, quebrou minha unha, torceu meu dedo… Sofri agressões. Fui agredida por ele”, a funcionária contou.

Ela diz que o ator ameaçou todos os funcionários de morte, aos gritos. “Falou que ia pegar todos nós, até os coordenadores. Para mim, disse coisas como: ‘Depois você morre ou toma uma porrada e não sabe o porquê'”, disse a atendente, após ela se recusar a vender-lhe nova passagem.

A confusão chamou atenção da polícia, mas ele saiu do aeroporto ao ser informado que precisaria prestar depoimento em delegacia, onde funcionários da Azul formalizaram uma queixa por ameaças e agressão.

Nas redes sociais, ele publicou um vídeo dentro do aeroporto, reclamando para os seguidores sobre a demora para conseguir embarcar: “Fala, minha tropa. Escuta essa: estou esperando aqui já tem 1 hora, mas como estamos no Brasil….”, afirmou o artista.

O irmão de Jonathan Haagensen já tinha se envolvido numa polêmica em 2019, ao ser expulso do reality show “A Fazenda” depois de beijar à força a participante Hariany. No meio de uma discussão em que a ex-BBB gritava com Phellipe, ele se aproximou e a beijou, deixando Hariany sem reação. O ator e cantor foi acusado por assédio.

Mais tarde, Phellipe afirmou que decidiu beijá-la porque “a achava muito bonita”.