Divulgação/CBS

David Birney (1939–2022)

O ator David Birney, que estrelou a 1ª temporada do drama médico “St. Elsewhere” e a série de comédia “Bridget Loves Bernie”, morreu na sexta passada (29/4) devido à doença de Alzheimer em sua casa em Santa Monica, Califórnia, aos 83 anos.

Apesar de uma carreira de quase 40 anos na televisão, Birney não teve muitos papéis significativos. Seus principais trabalhos foram os nomeados acima, todos resumidos em uma temporada de duração. Mas seu rosto se tornou conhecido pela quantidade de episódios e diversidade de séries em que apareceu desde 1969 – quando estreou na TV numa participação de “Love Is a Many-Splendored Thing”.

Seu primeiro personagem fixo foi Bernie Steinberg, o marido judeu da católica Bridget Fitzgerald (Meredith Baxter) na sitcom “Bridget Loves Bernie”, lançada em 1972. E o casal se deu tão bem nos bastidores que se casou de verdade na vida real. Eles ficaram juntos de 1974 a 1989 e tiveram três filhos.

Outros trabalhos de destaque de Birney incluem o papel de John Quincy Adams na minissérie histórica “The Adams Chronicles” (1976) e do policial Frank Serpico na série “Serpico” (1976-77) – personagem vivido por Al Pacino no filme homônimo de 1973.

Ele também apareceu em várias séries policiais, como “Police Woman”, “Bronk”, “Casal McMillan” (também conhecida como “Os Detetives”), “Havaí Cinco-Zero” e “Assassinato por Escrito”.

Mas seu desempenho mais lembrado foi como o Dr. Ben Samuels na 1ª temporada de “St. Elsewhere”, exibida em 1982, que ele abandonou por assumir um compromisso na Broadway.

Ele sempre se definiu como um ator de teatro e várias vezes admitiu ter aceitado fazer TV apenas para pagar as contas.

Seu último trabalho televisivo foi uma aparição em “Desaparecidos” (Without a Trace) em 2007.