Divulgação/Disney+

Atriz de “Obi-Wan Kenobi” sofre ataques racistas de fãs de “Star Wars”

Ao aceitar ser a principal vilã de “Obi-Wan Kenobi”, a atriz Moses Ingram foi alertada pela Luscafilm para esperar uma reação agressiva, já que muitos fãs de “Star Wars” são notoriamente racistas. E o pior, de fato, aconteceu. Logo após o lançamento da série na sexta (27/5), a inglesa passou a ser atacada com mensagens de ódio racial.

A intérprete da Inquisidora Reva revelou o conteúdo doloroso, “centenas de mensagens racistas”, numa série de stories em seu Instagram.

“Acho que o que mais me incomoda é esse sentimento de que tenho que calar a boca e aceitar. Meio que tenho que sorrir e aguentar. E eu não sou assim”, ela desabafou.

Nesta terça-feira (31/4), os responsáveis pela franquia resolveram se manifestar.

O perfil oficial de “Star Wars” no Twitter publicou duas mensagens. Numa, demonstrou apoio à atriz. Em outra, condenou a opção dos fãs da saga que teimam em ser racistas.

“Estamos orgulhosos em receber Moses Ingram na família ‘Star Wars’ e empolgados com o desenrolar da história de Reva”, diz o texto do primeiro tuite. “Se alguém pretende fazê-la sentir-se indesejada, temos apenas uma coisa a dizer: resistimos.”

No segundo tuite, a conta acrescentou: “Existem mais de 20 milhões de espécies inteligentes na galáxia de ‘Star Wars’, não escolha ser racista”.

Outra mensagem com palavras semelhantes também foi postada na conta oficial da franquia no Instagram, junto com uma foto de Ingram.

Infelizmente, o racismo enfrentado por atores não brancos na franquia já é uma constante.

Antes de Ingram entrar na franquia, John Boyega e Kelly Marie Train sofreram ataques furiosos de ódio nas redes sociais, e um grupo de fãs chegou a se juntar para derrubar as notas da trilogia mais recente em sites de avaliação popular, em protesto declarado contra a quantidade de mulheres e pessoas de cor em papéis principais.