Divulgação/Paramount

“Jackass para Sempre” lidera bilheterias de cinema dos EUA

As pegadinhas e trotes violentos de “Jackass para Sempre” deixaram a Paramount rindo sozinha neste fim de semana. O filme proibido para menores arrecadou US$ 23,5 milhões nos EUA e Canadá, num retorno triunfante da franquia da MTV à tela grande.

O filme custou apenas US$ 10 milhões e já está praticamente pago, levando o estúdio a comemorar seu segundo hit consecutivo, com “Pânico” ainda em cartaz.

Por outro lado, “Jackass para Sempre” não chegou nem na metade do desempenho do último título da franquia nos cinemas. Lançado há 12 anos, “Jackass 3D” teve uma bilheteria de estreia de US$ 50 milhões. Há quem deduza a diferença na conta da pandemia. Mas “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” é uma continuação que fez muito mais que seus antecessores em plena pandemia.

Líder até a semana passada, o novo “Homem-Aranha” acabou em 3º, atrás ainda de “Moonfall – Ameaça Lunar”.

Só que ninguém comemorou o filme de catástrofe do especialista Roland Emmerich (diretor de “Independence Day”, “O Dia Depois de Amanhã” e “2012”).

Ridicularizado pela crítica, com apenas 39% de aprovação no Rotten Tomatoes, “Moonfall” foi um desastre de proporções gigantescas para a Lionsgate. Depois de custar pelo menos US$ 138 milhões para ser produzido (de acordo com Emmerich), faturou apenas US$ 10 milhões na América do Norte.

O ano mal começou, mas o fiasco é tão épico que vai ser difícil outro filme tirar de “Moonfall” o título de maior fracasso de 2022.

E quase que “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” ficou à sua frente.

A coprodução da Sony e Disney/Marvel acabou em 3º lugar no fim de semana, com US$ 9,6 milhões.

O montante fez o longa encostar em “Avatar” na arrecadação doméstica. Com US$ 748,9 milhões no mercado norte-americano, a produção do super-herói está a menos de US$ 1 milhão atrás dos US$ 749,8 milhões arrecadados por “Avatar”, terceiro filme de maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte.

A arrecadação mundial de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” já está em US$ 1,77 bilhão.

“Pânico” e “Sing 2” completaram o Top 5, respectivamente com US$ 4,7 milhões e US$ 4,2 milhões. O terror totalizou US$ 68,9 milhões no mercado doméstico e atingiu US$ 120 milhões mundiais, enquanto a animação chegou a US$ 139,6 milhões nos EUA e Canadá e ficou perto de arredondar US$ 300 milhões mundiais.

Dentre os filmes mais vistos nos EUA, apenas “Jackass para Sempre” ainda é inédito no Brasil. A produção, na verdade, nem tem previsão de estreia no país.