Divulgação/Globo

Eduardo Costa é condenado a serviços comunitários por difamar Fernanda Lima

O cantor Eduardo Costa foi condenado a prestar serviços comunitários por oito meses e a pagar uma multa de 26 salários-mínimos à Fernanda Lima pelo crime de difamação.

A sentença foi dada pela juíza Maria Tereza Donatti, do 4° Juizado Especial Criminal do Rio de Janeiro, num processo aberto pela atriz e apresentadora.

Em novembro de 2018, o sertanejo escreveu no Instagram que Fernanda Lima, então no programa “Amor e Sexo”, da Globo, era uma “imbecil”, que se utilizava de “mamata” e apresentava “programa pra maconheiro e bandido”.

Eduardo Costa resolveu ofendê-la nas redes sociais depois que Fernanda fez um discurso feminista no encerramento de uma das edições de “Amor & Sexo”. “Vamos sabotar a engrenagem desse sistema de opressão. Vamos sabotar a engrenagem desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino”, declarou a apresentadora.